Faça o teste: Insegurança emocional durante a Pandemia

Publicado em: 21/05/2020 por: Assessoria de Imprensa SUPERA

Faça o teste: Insegurança emocional durante a Pandemia - SUPERA - Ginástica para o Cérebro

Diante do cenário de incertezas e transformações que estamos vivendo, muitas pessoas se sentem enfraquecidas e não sabem como lidar com essa situação atípica, gerando a sensação de insegurança. Por isso, é importante se voltar às suas emoções neste momento.

Para ajudar, trazemos um teste feito pela psicóloga Adriana de Araújo, que avalia a sua condição emocional neste momento e faz relação com os traços dominantes na sua personalidade.

Porém, a especialista ressalta: “não é um teste de validação cientifica, não é um instrumento que permita diagnóstico. A intenção e função do teste é para ser um primeiro passo em auto avaliação e contato com o tema da insegurança nesse momento durante a pandemia para ajuda da compreensão teórica sobre o tema. Esse material não substitui um tratamento ou orientação profissional”.

Para fazer o teste, responda às sete perguntas abaixo. Ao terminar, conte quantas alternativas “a”, “b” e “c” você respondeu e confira o resultado:

1)    Quando você tem que lidar com situações difíceis, de modo geral, você costuma pensar:

a)     Vai dar certo, pois sente que tem ideias e recursos emocionais para lidar ou mesmo pessoas que possam lhe apoiar quando você precisa;

b)    Que é para se preocupar, pois não sabe bem o dia de amanhã;

c)     É desesperador, afinal, coisas que lhe tiram da rotina mexem muito com você. 

2)    Nesse momento de pandemia, na maioria das vezes, você costuma se perceber:

a)     Confiante, tudo vai ficar bem;

b)    Atrapalhado(a), com muitas dúvida; 

c)     Em pânico, com tantas notícias ruins seu humor ficar mesmo alterado.

3)    Quando a quarentena começou, na maioria dos dias, você:

a)     Imaginou que era um momento duro, mas se organizou para poder superar sem desgaste emocional;

b)    Se sentiu confuso(a) e deve dificuldade de saber o que deveria fazer primeiro para criar um nova rotina;

c)     Chorou, ficou irritado(a), descontrolado(a) e teve dificuldade para poder se centrar. 

4)    Agora na quarentena, habitualmente, você costuma:

a)     Acreditar em você, nas suas escolhas de modo positivo e com esperança que apesar do momento delicado, você fará o melhor para poder superar e passar essa fase;

b)    Ter dúvidas, às vezes, se perde nas informações oficiais de otimismo e pessimismo; 

c)     Achar difícil esse momento. É complicado acreditar nas pessoas e sente dificuldade de pensar com otimismo. 

5)    Quando lhe dão feedbacks/opiniões sobre você, normalmente, você se percebe como sendo um pessoa do tipo que costuma:

a)     Não se incomodar, se for algo possível, você fará o melhor para melhorar;

b)    Não gostara muito de interferências alheia, cada um deve cuidar de si e não se meter muito em dar palpites. As vezes, chega até achar que o problema é mesmo do outro e não seu;

c)     Se sentir culpado e fica remoendo as ideias na cabeça.

6)    Quando você precisa organizar sua agenda e planejar seu dia, normalmente, você costuma:

a)     Pensar o que vai fazer de prazeroso nos intervalos das obrigações;

b)    Não saber o que deve fazer em primeiro lugar; 

c)     Ter dificuldade de iniciar, se perde se deve fazer por você ou pelos outros e fica em dúvida quem deve agradar. 

7)    Em momentos difíceis e particulares que você já viveu ao longo da sua vida ou mesmo situações coletivas como este do coronavírus, habitualmente, você costuma reagir:

a)     Pensando detalhadamente as possíveis formas de superar ou mesmo de criar novos caminhos para melhorar o seu dia a dia e das pessoas a sua volta;

b)    Pedindo ajuda, muitos antes de pensar sobre o tema, confia que pessoas do seu vínculo afetivo, como amigos(as) próximos(as) ou familiares podem tomar à frente para decidir por você ou com você; 

c)     Ficando mal, se sente péssimo(a), ficando paralisado(a) sem ação. Demora para se recuperar do impacto do momento difícil. 

Possíveis resultados desse teste.

Quem teve mais respostas de letra a:

a) Tendem a ser pessoas com modo, possivelmente, mais ágeis e práticas para pensar, escolher e agir. Costumam ser pessoas que se sentem mais seguras para lidar com as emoções e as adversidades da vida. Quem apresenta característica de segurança não são pessoas que não tem medo ou dúvidas, mas não ficam paralisadas diante das complicações da vida. Normalmente, para alcançar esse tipo de equilíbrio,  trabalharam com disciplina e organização para estarem bem. Esse tipo de gerenciamento da vida, de modo mais prático e otimista ajuda a agir melhor, pois garante que haja análise prévia para tomada de decisões. Outro ponto importante de pessoas com estas características aqui descritas é que possivelmente possuem auto conhecimento e auto estima, que são importantes para o bem estar e segurança emocional. Possivelmente, você que chegou aqui deve ter habilidades emocionais já desenvolvidas. Parabéns pelo seu trabalho emocional realizado! 

Quem teve mais respostas de letra b:

b) Tendem a ser pessoas com características na busca da melhoria na sua organização para lidar com o medo e insegurança. Costumam ser pessoas interessadas no estudo do crescimento pessoal, no bom senso, da comunicação e equilíbrio da mente. É bem provável que você se sentia ansioso e com medo de muitas situações, principalmente, aquelas que você precisa enfrentar o novo. O medo e a insegurança podem acontecer a todos, mas pessoas assim, ainda estão no caminho de fortalecimento emocional para lidar melhor com as questões da vida. Ser capaz de se adaptar, desenvolver auto gestão e novas respostas emocionais para conseguir iniciar seus objetivos e lidar com o novo são fundamentais para que se tenha uma condição melhor de qualidade de vida. Possivelmente, você que chegou aqui nesse resultado pode se perceber no ponto intermediário entre a insegurança e a segurança emocional. Você pode aprender e desenvolver melhor cada vez mais seu modo de agir.

Quem teve mais respostas de letra c:

c) Tendem a ser pessoas, de modo geral, mais inseguras. Você, possivelmente, tem dificuldade de iniciar, organizar, escolher e analisar as situações para poder seguir em frente. As vezes, deixar que outras pessoas escolham por você pode ser um modo de evitar o sofrimento da dúvida, a angústia de não saber o que fazer. Pessoas assim, costumam ter recursos emocionais ainda em desenvolvimento. Sentimentos negativos como medo constante de errar, do próprio julgamento excessivo, das próprias expectativas acima do possível de ser realizado no momento presente, e também, de ser julgado pelos outros, de frustrar as expectativas alheias, podem gerar angustia, incerteza, ansiedade e culpa. Lembre-se que sentir dúvidas e medo é normal, saber lidar com ele e não deixar para lá é importante, mas não agir e se bloquear não é construtivo. Possivelmente, você chegou aqui nesse resultado com a sensação de que tem precisa superar a insegurança. Invista em auto conhecimento, melhoria emocional e fortalecimento da auto estima para conseguir adequar melhor seus sentimentos para ter mais motivação para poder seguir bem sua vida. 

Independente do seu resultado sendo a letra a, a letra b ou a letra c desejo que você cuide bem de você e das pessoa que você convive para superar a insegurança se for preciso. Equilibrar seus pensamentos com o mundo externo lhe ajuda a se adaptar, superar e seguir em frente. Desejo que você possa investir em sua melhora emocional para desenvolver bem seu processo de planejamento, administração das emoções e execução. Podemos sempre desenvolver novos recursos emocionais para buscar melhores resultados. Desejo que você possa desfrutar melhor sua auto confiança para se vincular de modo mais saudáveis e felicidade com você mesmo!

Sucesso naquilo que busca! Até breve!

Psicóloga Adriana de Araújo

Brasil – CRP: 06/56.802

Portugal – OPP: 22.804

www.adrianadearaujo.com.br

www.curadalma.com.br

www.facebook.com/ideaa.1

Instagram: @coerenciaemocional

Linkedin: www.linkedin.com/in/AdrianadeAraújo

Compartilhar este artigo
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Share

SUPERA News

Mantenha-se atualizado. Assine nossa Newsletter

captcha



Posts Relacionados