Performance: entenda a importância dela

Publicado em: 15/09/2021 Por Júlia Santana

Garantir uma boa performance nas diferentes fases da vida é muito importante para uma rotina com qualidade e bem-estar.

Seja para caminhar na rua, ler um livro, realizar um cálculo ou até mesmo executar o projeto de construção de uma casa, das atividades simples às mais complexas, precisamos do nosso cérebro, e por isso devemos mantê-lo saudável em todas as fases da nossa vida.

Neste conteúdo, vamos falar sobre a importância do cuidado com o cérebro e como isso pode garantir mais performance para o seu dia a dia.

Neste conteúdo você verá:

  • Por que desenvolver o cérebro em todas as idades?
  • O esforço cognitivo e a novidade para o cérebro;
  • Como ajudar o cérebro a criar conexões?

Por que desenvolver o cérebro em todas as idades?

Desde os nossos primeiros anos de vida precisamos estimular nosso cérebro constantemente.

A estimulação cognitiva, além de garantir a saúde desse órgão tão importante, pode também aprimorar nossas habilidades ao desempenhar tarefas ao longo do dia.

Veja por que é importante estimular o cérebro em todas as idades!

Infância

É na infância, principalmente nos primeiros anos de vida, que o desenvolvimento cerebral acontece numa velocidade incrível. Cerca de mais de 1 milhão de conexões neurais são formadas por segundo.

Isso acontece por meio da interação com os pais e pessoas próximas e progressivamente através de cuidados adequados e nutrição.

Crianças com boa performance brincando.

A ciência também já descobriu que os estímulos e experiências adquiridas neste período podem determinar grande parte do potencial cerebral da criança, que vai desde a capacidade de aprender até a facilidade com que se adapta a novas situações.

Essa fase vai até os 6 anos, a partir daí as conexões são reduzidas e, embora se saiba que é possível formar novas, a ciência ressalta a importância de garantir a construção de bases sólidas e do maior número de sinapses durante esse período tão importante.

Portanto, proporcionar um bom desenvolvimento para elas também é pensar em garantir uma vida com boa performance em diferentes áreas.

Adolescência

A adolescência é uma fase marcada fundamentalmente por mudanças, tanto biológicas quanto comportamentais, razão pela qual muitos jovens manifestam alterações nos modos de agir e, em diversos casos, demonstram estresse e agressividade.

Jovem em momento descontraído.

Essa fase requer cuidado e muito diálogo para proporcionar o bom desenvolvimento de habilidades socioemocionais para que possam enfrentar os desafios que começam a aparecer da melhor maneira possível.

Além disso, deve-se trabalhar no estímulo de habilidades socioemocionais tais como empatia, responsabilidade, foco e tolerância ao estresse, tão importantes em momentos de crise como o da adolescência e que, consequentemente, irão ajudá-los a fazer as escolhas de seus projetos de vida.

Pensando nisso, entender a importância da boa performance é crucial para que adolescentes e jovens se destaquem com bons resultados em diferentes momentos.

Vida adulta

Nesta fase todos os conhecimentos adquiridos ao longo da vida são postos à prova em situações que exigem maior esforço cognitivo, como seletivas para vagas de emprego e tarefas desempenhadas nos ambientes de trabalho.

Mas isso não quer dizer que também não seja importante exercitar o desenvolvimento cognitivo, afinal, isso pode lhe beneficiar de muitas formas, como por exemplo melhorar a memória, concentração e organização, aumentar a capacidade de inovação e tomada de decisão.

Homem adulto usando um tablet para retratar a importância da performance para as diferentes tarefas.

Esse conjunto de habilidades são muito utilizadas no dia a dia no trabalho e por isso extremamente importantes, não é mesmo?

Envelhecimento

Você sabia que a partir dos 40 anos nossa capacidade de armazenar informações no cérebro diminui consideravelmente? Por isso, independente da fase da vida, é importante manter o cérebro ativo para um envelhecimento ativo e saudável.

Quando o fazemos, fortalecemos o que os neurocientistas chamam de reserva cognitiva, que funciona como uma “poupança” para que mantenhamos a qualidade de vida durante o processo de envelhecimento.

Casal de idosos para retratar a importância de ter uma boa performance no dia a dia.

Depois dos 60 anos, a estimulação cognitiva traz diversos benefícios, como a manutenção de habilidades como memória, concentração, raciocínio e criatividade.

Além disso, a prática pode diminuir os impactos de doenças neurodegenerativas como a doença de Alzheimer, que se manifesta de forma mais acentuada em idosos.

O esforço cognitivo e a novidade para o cérebro

Neste conteúdo, você pôde perceber que seja na infância, adolescência, idade adulta ou avançada, é importante estimularmos o cérebro para que possamos realizar as atividades do cotidiano da melhor forma possível.

Essas atividades podem ser de natureza simples ou mais complexa, demandando um esforço cognitivo maior ou menor.

O esforço cognitivo refere-se ao nível de utilização de recursos como a memória, percepção, capacidade de raciocínio etc., este também costuma variar em função da familiaridade que temos com determinada situação.

Isso quer dizer que quando estamos diante de uma situação com a qual já estamos familiarizados, nosso cérebro cria padrões de respostas usuais a esses problemas previamente resolvidos.

Por outro lado, situações com as quais não tivemos experiências anteriores atribuem maior gasto energético ao nosso cérebro.

Sendo situações usuais ou não, o mais importante é manter o nosso cérebro sempre saudável e preparado para enfrentar desafios, não importa a idade.

E você pode fazer isso treinando o seu cérebro por meio da estimulação cognitiva!

Como ajudar o cérebro a criar mais conexões?

São diversas as formas com as quais podemos desenvolver nossa capacidade cerebral. E já que o assunto anterior foi sobre atividades rotineiras, por que não começar por elas?

É isso mesmo, você pode fazer estimulação cognitiva em atividades que faz todos os dias! Você pode fazer isso escolhendo um caminho diferente para o trabalho ou escola, escovando os dentes com outra mão ou até mesmo andando de costas em casa.

Muito simples, né?

Além disso, atividades como leitura, meditação, aprender um novo idioma ou algo novo como tocar um instrumento ou um esporte podem também contribuir para o desenvolvimento constante do seu cérebro e de cara melhorar sua performance!

Compartilhar este artigo

Gostou desse conteúdo? Deixe um comentário ;)

  • Nenhum comentário ainda

Nenhum comentário para "Performance: entenda a importância dela"

Faça um comentário

SUPERA PRESENCIAL

O Supera Ginástica para o Cérebro é voltado para todas as pessoas a partir de 5 anos, sem limite de idade. O curso potencializa a capacidade cognitiva aumentando a criatividade, concentração, foco, raciocínio lógico, segurança, autoestima, perseverança, disciplina e coordenação motora. As aulas, ministradas uma vez por semana com duração de duas horas, são dinâmicas e contagiantes, com atividades que agradam todo tipo de público.

SUPERA para escolas Método de estimulação cognitiva

Exclusivo para Instituições de Ensino. O SUPERA é a mais avançada ferramenta pedagógica de estimulação cognitiva e, portanto, representa um grande diferencial para sua instituição de ensino. Além de ser um excelente recurso de marketing, o método melhora o desempenho dos alunos e eleva os índices de aprovação da sua escola.

Franquia SUPERAEmpreenda em Educação

Criado em 2006, o SUPERA é hoje a maior rede de escola de ginástica para o cérebro do Brasil. Em um ano de operação, entrou para o sistema de franquias e hoje já possui 400 unidades no país. O curso, baseado em uma metodologia exclusiva e inovadora, alia neurociência e educação. Se você tem interesse em empreender nesta área, deixe seu cadastro em nosso site.