Brain food: alimente sua memória na quarentena

Publicado em: 01/04/2020 por: Assessoria de Imprensa SUPERA

Sabemos que a alimentação não irá nos proteger contra a Covid-19, mas um corpo – e cérebro! – bem nutrido é capaz de garantir bem-estar, qualidade de vida, energia e saúde para os tempos de quarentena. Dessa maneira, você já ouviu falar de brain food?

Brain food: alimente sua memória na quarentena - SUPERA - Ginástica para o Cérebro
Conheça alimentos que ajudam a manter a memória e o bom funcionamento cerebral, importantes para se manter saudável durante o período de isolamento

Alguns nutrientes e substâncias presentes em alimentos específicos podem ajudar a fornecer mais foco e concentração, potencializar a memória e contribuir para a formação de novos neurônios e, assim, garantir longevidade e saúde em qualquer fase da vida.

Incluir alimentos brain food na dieta é importante; principalmente neste momento em que as pessoas se sentem mais ansiosas e estressadas, em reflexo às mudanças na rotina e ao confinamento social.

“Os sintomas de ansiedade podem prejudicar o desempenho de atenção e de memória; uma vez que ficamos desconcentrados por pensar em várias informações simultaneamente ou por não concluir adequadamente uma tarefa iniciada”, diz Thaís Bento Lima, gerontóloga do Método SUPERA – Ginástica para o Cérebro.

Supera e você na Disney

Vamos conhecer esses nutrientes presentes na dieta brain food?

  • Cafeína: a ação dessa substância está voltada à melhora da concentração, do raciocínio lógico, memória. Além disso, reduzem a sensação de cansaço e dão energia ao corpo, aumentando a liberação de neurotransmissores e combatendo o envelhecimento de células.
    Onde encontrar? Cacau, chá verde e chá mate, café e bebidas energéticas.
  • Ômega 3: alimentos ricos dessas substâncias são essenciais para o bom funcionamento e fortalecimento do cérebro, favorecendo a memória, melhorando a capacidade de aprendizagem. É responsável pela formação de membranas celulares, atuando nas funções cerebrais e na prevenção de doenças neurodegenerativa, como o Alzheimer, por exemplo.
    Onde encontrar? Peixes como o atum, salmão, sardinha, truta; castanha do Pará, nozes, chia e linhaça, abacate, soja.
  • Colina: esse nutriente é fundamental para as funções cerebrais, uma vez que é precurssor de neurotransmissores essenciais para a memória e o aprendizado. Onde encontrar? Ovos, salmão, levedura, quinoa, amêndoas, couve-flor, brócolis, linhaça.
  • Cúrcuma: tempero com alto teor de curcumina, substância capaz de promover a neurogênese e desenvolver a memória; além de ser um ótimo antioxidante. Onde encontrar? A cúrcuma ou açafrão-da-terra é um ótimo condimento, ideal para ser utilizado em temperos e afins.
  • Fisetina: Composto orgânico que estimula a formação de conexões neuronais novas e induz o amadurecimento das células que potencializam a formação de memória por longo prazo. Permite que as memórias sejam armazenadas no cérebro ao estabelecer ligações mais fortes entre os neurônios.
    Onde encontrar? Morango, pêssego, uva, kiwi, tomate, maçã, espinafre e na cebola.
  • Vitamina E: O consumo de alimentos ricos em vitamina E serve como proteção no declínio de memória em idosos. A longo prazo, sabe-se que a ausência desta vitamina na corrente sanguínea tem se associado com o desenvolvimento de doenças neurológicas, como Alzheimer.
    Onde encontrar? Alimentos oleaginosos, como óleo de cártamo, óleo de girassol, avelã seca e torrada e amendoim.

Durante o isolamento social, é necessário também ter planejamento para realizar uma rotina de alimentação adequada, pois estar ansioso ou estressado pode fazer com que descontemos em alimentos gordurosos, como doces, fast foods, refrigerantes e etc.

Além disso, a procura por alimentos não perecíveis, como congelados também aumentou, devido à sua facilidade de acesso. Para fortalecermos nossa saúde e garantirmos uma rotina de alimentação balanceada, seguem algumas dicas:

  • Adicione mel e gengibre em sua dieta – melhoram a imunologia e garantem ação anti-inflamatória, respectivamente;
  • Frutas cítricas e vitamina C também turbinam a imunidade e protegem contra gripes, resfriados e infecções nas vias respiratórias;
  • Adicionar alho como tempero é essencial para combater infecções bacterianas e virais.
  • Invista em frutas, legumes e verduras – são mais perecíveis, mas são essenciais para o sistema imunológico;
  • Lave bem todos os alimentos e também as mãos antes das refeições;
  • Prefira cozinhar do que contar apenas com serviços de entrega e delivery;
  • Evite beliscar durante o dia e faça em média 5 refeições completas ao dia;
  • Hidrate-se bem;
  • Proteínas, carboidratos e alimentos na versão integral garantem sensação de saciedade;
  • Consuma probióticos – essenciais para a saúde e presentes principalmente em iogurtes;

Tatiana Olivetto – Assessoria de Imprensa e Comunicação SUPERA

Compartilhar este artigo
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Share

SUPERA News

Mantenha-se atualizado. Assine nossa Newsletter

captcha



Posts Relacionados