Curso ensina como manter o cérebro ativo e a memória em dia

Publicado em: 07/06/2019 por: Assessoria de Imprensa SUPERA

A expectativa de vida no Brasil aumentou significativamente nos últimos anos. Os números comprovam; dados do IBGE indicam que o número de idosos com mais de 60 anos deve triplicar até 2030. Isso mostra que a população brasileira está envelhecendo e busca cada vez mais qualidade de vida e um envelhecimento saudável. Para isso, a população 60+ procura por atividades que garantam diversão, aprendizado, convívio social e mente ativa.

Curso ensina como manter o cérebro ativo e a memória em dia - SUPERA - Ginástica para o Cérebro
Com o aumento da expectativa de vida, a prática da ginástica cerebral é uma alternativa que garante qualidade de vida e longevidade dos 60+

A participação em atividades sociais, educacionais e de lazer para o corpo e para o cérebro são formas eficazes para a prevenção de alterações do humor, como a depressão e a ansiedade – que acomete cerca de 10% da população 60+ no  Brasil. Além disso, atividades sociais garantem que os idosos afastem o isolamento de sua rotina, fazendo novas amizades, compartilhando experiências e garantindo uma boa autoestima.

Supera e você na Disney

O curso para turbinar seu cérebro

Diante de tantas opções existentes atualmente – dança, esporte, artesanato – uma alternativa cada vez mais frequente entre os brasileiros é o curso de ginástica para o cérebro, uma vez que garante saúde e um bom desempenho do cérebro. Com os exercícios que turbinam a mente, é possível melhorar – além da memória –, a concentração, o raciocínio e criatividade e promover interações sociais.

“Graças à neuroplasticidade – capacidade do cérebro em se modificar e criar novas conexões neurais -, a ginástica cerebral mantém as funções executivas e cognitivas do cérebro, sem os efeitos colaterais dos remédios. O cérebro precisa de exercícios para ficar mais forte. O princípio da ginástica cerebral é impor ao cérebro novidade, variedade e desafios constantes, com níveis de dificuldades cada vez maiores”, explica Solange Jacob, Diretora Acadêmica do Método SUPERA, escola pioneira em ginástica para o cérebro no país.

O curso na prática

Célia Regina, 72 anos, é um exemplo disso. Em sua rotina de cursos de matemática, astronomia e inglês, ela ainda incluiu as aulas de ginástica para o cérebro do Método SUPERA em Santo Amaro (SP). Dentre todas as atividades inovadoras feitas em sala de aula, Célia destaca a prática do ábaco, que lhe garante um raciocínio mais rápido: “Eu já tinha ouvido falar desta ferramenta e acho muito interessante porque ajuda a desenvolver o raciocínio lógico, essencial para as disciplinas exatas”.

Outro exemplo de longevidade é Marília Barreiros, de 80 anos. Marília é nadadora profissional, dona de grandes medalhas e encontrou no esporte a sua verdadeira paixão. Mora sozinha e ocupa sua rotina com atividades saudáveis, praticando ginástica para o cérebro semanalmente na unidade SUPERA de Salvador (BA): “Acordo, nado duas horas por dia, faço academia. Participo de aulas de dança de salão, faço as aulas do SUPERA. Sempre fui muito atenciosa, determinada. Agora, com o SUPERA, vejo que ajudou muito na minha memória, concentração. Admito que até a parte do esquecimento segurou bem mais, me deixou mais atenta, mexe com as sinapses neurais né?”.

Como funciona o curso?

Mas como funciona o curso de ginástica para o cérebro? Com uma metodologia baseada na neurociência e nos princípios de novidade, variedade e grau de desafio crescente, os alunos se desafiam com ferramentas inovadoras. No Método SUPERA, os alunos trabalham com o ábaco, principal atividade do curso, que serve para fazer cálculos de forma prazerosa e bem diferente. Com a prática, é possível sentir melhoras significativas no desempenho do foco e do raciocínio lógico.

Outra atividade divertida e prazerosa entre os alunos são as neuróbicas. Como o próprio nome diz, são as aeróbicas dos neurônios, que fazem com que seu cérebro saia da zona de conforto, criando novas conexões e mantendo o cérebro ativo. Quer exemplos de neuróbicas? Escovar os dentes com a mão não dominante, andar de costas, mudar o relógio de pulso, fazer um novo trajeto para o trabalho…

Além disso, na academia para o cérebro os alunos usam jogos de tabuleiro, individuais ou em grupo e apostilas com exercícios de raciocínio lógico, desenvolvendo habilidades cognitivas, como a memória e a atenção e habilidades socioemocionais, como autoestima, relacionamento interpessoal e autoconfiança e garantindo qualidade de vida.

Tatiana Olivetto – Assessoria de Imprensa Método SUPERA

Assessoria de Imprensa SUPERA

Supera - Ginástica Cerebral, Pratique! Curso para todas as idades

Mantenha-se atualizado. Assine nossa Newsletter



Posts Relacionados