Dicas para ter um envelhecimento ativo e evitar doenças degenerativas

Publicado em: 07/03/2019 por: Assessoria de Imprensa SUPERA

Manter cérebro e corpo ativos é uma prática absolutamente fundamental para ter a saúde e a qualidade de vida de pessoas 60+. Veja os passos que são necessários para garantir um envelhecimento ativo!

Separamos para você dicas de como superar os desafios do envelhecimento e se manter ativo (a) na terceira idade. Existem diversas atividades voltadas para pessoas 60+ que contribuem para a qualidade de vida e o combate a doenças degenerativas.

Envelhecimento Ativo

Antes de começarmos com as dicas, é importante explicar o que configura um envelhecimento ativo. O estilo de vida nada mais é do que realizar atividades físicas regulares, praticar ginástica cerebral para evitar doenças degenerativas, frequentar locais que proporcionam interação social e seguir uma alimentação balanceada.

Desta forma, as pessoas 60+ que decidem pelo processo de envelhecimento ativo evitam doenças do corpo e da mente, mantendo a saúde em dia e o sorriso no rosto ao longo da terceira idade.

Desafios do envelhecimento

Atualmente, existem inúmeros desafios do envelhecimento que devem ser encarados e superados por pessoas 60+. Essa fase da vida é marcada por limitações físicas e mentais, porém, mantendo uma rotina saudável, é possível viver na terceira idade apenas com mais sabedoria e a saúde de sempre.

Supera e você na Disney

O envelhecimento causa mudanças físicas, psicológicas e sociais. É preciso redobrar o cuidado com a saúde, cuidar da mente e frequentar locais que permitam a integração social.

Entre os desafios do envelhecimento, também está a dificuldade em conciliar a vida moderna com as necessidades que a terceira idade traz. Muitas vezes, os filhos ou parentes mais próximos estão viajando a trabalho ou possuem uma rotina muito carregada, o que impossibilita alguns cuidados mais de perto.

Desta forma, é preciso que o envelhecimento ativo seja o foco desta fase da vida, para evitar doenças que tragam limitações.

Integração Social

envelhecimento saudável
Realizar atividades físicas, mentais e integração social ajuda a combater doenças degenerativas.

A integração social pode ser feita de diversas maneiras. Desde visitas agendadas na casa familiares a atividades regulares em que a pessoa 60+ interage com outras pessoas de diversas culturas e que seguem as mais variadas rotinas.

Como exemplo, é possível citar grupos de ginástica, academia, natação, reunião de pessoas que compartilham de um interesse em comum e, até mesmo, competições de jogos, como xadrez, por exemplo.

É importante que a ginástica cerebral esteja presente nestas atividades, para que além de proporcionar integração social, a prática também estimule a mente de outras formas.

Atividade Física

Além de socializar e estimular a mente por meio de ginástica cerebral e métodos que mantêm o cérebro “em forma”, é preciso lembrar-se do corpo. Manter uma rotina de atividade física é essencial para que o envelhecimento ocorra de forma ativa e saudável.

Quem realiza atividades físicas, mentais e que promovem integração social têm menos chances de desenvolver doenças como o Alzheimer e ainda conseguem atingir um envelhecimento ativo, vencendo todos os desafios de ser 60+ e mantendo apenas a vantagem de ser uma pessoa mais sábia!

Assessoria de Imprensa SUPERA

Supera - Ginástica Cerebral, Pratique! Curso para todas as idades

Mantenha-se atualizado. Assine nossa Newsletter



Posts Relacionados