Memória e esquecimento : Esqueci a panela no fogo e agora?

Publicado em: 30/11/2023 | Última modificação em 20/02/2024 Por Assessoria de Imprensa SUPERA

Memória e esquecimento estão intricicamente ligados. O envelhecimento normal, conhecido como senescência, é um processo natural e universal, que ocorre ao longo do ciclo de vida. No entanto, na medida em que o tempo passa, é comum notar algumas mudanças nas capacidades cognitivas, como o surgimento de esquecimentos.

O famoso “Esqueci a panela no fogo”, “Cadê a minha chave?” ou “O que eu tinha que fazer aqui, mesmo?”, são exemplos clássicos desse tipo de falha de memória. Mas acreditamos que você esteja se perguntando, o que causa esses esquecimentos e como é possível lidaracom eles? Então vem cá, vamos te explicar!

estratégias de memória

A princípio, alguns déficits de memória podem estar presentes no processo de envelhecimento saudável. No entanto nem sempre eles são sinais de uma demência, como a doença de Alzheimer.

Quando pensamos em memória e esquecimento é importante lembrar que muitos estudos já mostraram que ao longo da vida, os estágios de memorização (codificação, estocagem e resgate), sofrem mudanças, principalmente na velhice nos estágios da codificação, resgate da memória e no processo das informações. Isso ocorre porque no envelhecimento cognitivo normal, os subsistemas da memória operacional e recente, são os mais afetados.

Dessa forma, como é possível amenizar essas alterações cognitivas? A resposta está nas estratégias de memória e no treino cognitivo.

Memória e esquecimento: Entenda as estratégias de Memória

As estratégias de memória são técnicas que auxiliam o indivíduo a realizar os estágios de memorização de forma mais prática, realizando o que chamamos de plasticidade neural, que gera ganhos ao desempenho cognitivo e reduz as dificuldades.

Nesse sentido, quando pensamos em memória e esquecimento, em especial as estratégias de memória elas são divididas em duas categorias: interna e externa.

As estratégias internas são aquelas que são feitas mentalmente, sem auxílio de nenhuma outra ferramenta, somente das organizações da mente. Essas são algumas:

estratégias de memória
  • Estratégias de categorização: maneiras de organizar informações ou objetos em categoria por elas terem características semelhantes. Ex: Itens do quarto ou itens de uma escola.
  • Criação de imagens mentais: criação de “fotos mentais” relacionadas à informação que deseja lembrar. Ex: Imaginar a panela no fogo para ajudar a evitar de esquecer se desligou ou não.
  • PQRST (Prévia, Questão, Releia, Selecione e Teste): Técnica específica para leitura. Ela consiste em você ler a informação, fazer uma pergunta a você mesmo sobre o conteúdo, reler, selecionar a resposta correta e reler novamente para testar a resposta.
  • Associação verbal: criação de conexões entre palavras para facilitar a compreensão. Ex: lembrar que a capital do Brasil é Brasília, pode-se associar “Brasil” com “Brasília” porque os nomes são semelhantes.

Assim como temos as estratégias externas, as quais realizam-se com o auxílio de recursos de ferramentas, como o uso de calendários, agendas, dispositivos eletrônicos (relógios digitais), lembretes e aplicativos de celular específicos.

Treino Cognitivo

O treino cognitivo envolve a prática regular de atividades que estimulam o cérebro, podendo ser utilizadas palavras cruzadas, quebra-cabeças, jogos de memória, jogos visuoespaciais e jogos virtuais, para as sessões ou uso em casa.

Estudos realizados com pessoas idosas, mostram que nos treinos, são fornecidas estratégias para aplicarem no cotidiano que podem auxiliar na melhora da concentração, memória e resolução de problemas, como a memorização de pares de faces ou listas de palavras. Se mostrando assim, um grande aliado na prevenção/redução de esquecimentos.

estratégias de memória

Quando se preocupar?

O esquecimento é o sinal mais comum da demência, sendo necessário se atentar às alterações significativas, como não se lembrar como dirigir ou para que local deve ir.

Apesar de apresentarmos que no envelhecimento saudável pode ocorrer algumas alterações na memória, destacamos que quando estas começam a afetar o cotidiano e tarefas básicas, é necessário procurar um profissional, como o gerontólogo, para realizar rastreio cognitivo.

Profa. Dra. Thais Bento Lima-Silva

Gerontóloga formada pela Universidade de São Paulo (USP). Docente do curso de Bacharelado e do Programa de Mestrado em Gerontologia da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo (EACH-USP), pesquisadora do Grupo de Neurologia Cognitiva e do Comportamento da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e diretora científica da Associação Brasileira de Gerontologia (ABG). Membro da diretoria da Associação Brasileira de Alzheimer- Regional São Paulo, parceria científica do Instituto Supera de Educação.

Maria Antônia Antunes de Souza

Graduanda em Gerontologia pela Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo (EACH-USP). Foi bolsista de iniciação científica PUB do projeto intervenções psicoeducativas para a COVID-19 aliada à estimulação cognitiva no programa USP 60 + e atualmente é membro do Grupo de Estudos em Treino Cognitivo da USP (GETCUSP).

Compartilhar este artigo
  • LinkedIn
  • Share

Gostou desse conteúdo? Deixe um comentário ;)

  • Visualizar os 5 comentários

5 comentários para "Memória e esquecimento : Esqueci a panela no fogo e agora?"

Faça um comentário

  • Margarete Aparecida Fuzatto disse:

    olá pessoal. Lendo esse artigo estou exatamente assim,estou com 62 anos viúva e tomando antidepressivo. Gostaria de saber se já tem um unidade Supera em Limeira Sp.

    1. Caroline Goulart disse:

      Olá, Margarete!
      Temos sim uma unidade em Limeira – SP. Segue endereço e telefone para contato:

      Rua Pres. Prudente, 163
      Vila Cidade Jardim – Limeira – SP
      CEP: 13480-260
      Fone: (19) 3495-4555
      WhatsApp: (19) 3 4954-555

      Vá até a unidade e conheça na prática a nossa metodologia!

      1. Margarete Aparecida Fuzatto disse:

        Olá obrigada pela informação, vou fazer um visita na unidade de Supera aqui em Limeira Sp.

  • Rui Orlando Pereira disse:

    Gostei muito da informação. Muito bem elaborada e prática.
    Informo que já praticamente há um ano, quando ingressei no Curso Supera, estou praticando e me dedicando com assiduidade aos ensinamentos do curso, que considero muito bons.

  • Wanderlania Madeiro Costa disse:

    Excelente

SUPERA PRESENCIAL

O Supera Ginástica para o Cérebro é voltado para todas as pessoas a partir de 5 anos, sem limite de idade. O curso potencializa a capacidade cognitiva aumentando a criatividade, concentração, foco, raciocínio lógico, segurança, autoestima, perseverança, disciplina e coordenação motora. As aulas, ministradas uma vez por semana com duração de duas horas, são dinâmicas e contagiantes, com atividades que agradam todo tipo de público.

SUPERA para escolas Método de estimulação cognitiva

Exclusivo para Instituições de Ensino. O SUPERA é a mais avançada ferramenta pedagógica de estimulação cognitiva e, portanto, representa um grande diferencial para sua instituição de ensino. Além de ser um excelente recurso de marketing, o método melhora o desempenho dos alunos e eleva os índices de aprovação da sua escola.

Franquia SUPERAEmpreenda em Educação

Criado em 2006, o SUPERA é hoje a maior rede de escola de ginástica para o cérebro do Brasil. Em um ano de operação, entrou para o sistema de franquias e hoje já possui 400 unidades no país. O curso, baseado em uma metodologia exclusiva e inovadora, alia neurociência e educação. Se você tem interesse em empreender nesta área, deixe seu cadastro em nosso site.