Escuta ativa: saiba o que é, como praticar e desenvolver

Publicado em: 19/09/2023 Por Assessoria de Imprensa SUPERA

As pessoas aprendem muito umas com as outras, e uma boa parte desse aprendizado vem da troca de informações feita por meio do diálogo. Por isso, é tão importante praticar a escuta ativa, que pode ser considerada uma habilidade.

Essa interação entre indivíduos também pode fazer toda a diferença no ambiente de trabalho, promovendo uma relação positiva entre os profissionais. Ao mesmo tempo, permite alcançar um melhor desempenho.

Sendo assim, é fundamental entender a importância da escuta ativa para começar a colocá-la em prática. Explicamos tudo isso para você neste artigo. Continue lendo para conhecer a escuta ativa, seus benefícios e como você pode desenvolvê-la.

O que é a escuta ativa?

A escuta ativa se relaciona à atitude adotada por uma pessoa de prestar atenção àquilo que a outra está falando. Envolve também a tentativa de entender o que está sendo falado, refletir sobre essas informações, assimilar cada uma delas e gerar as suas próprias opiniões. Ou seja, o ouvinte pode concordar ou não com aquilo que escutou.

Para entender o que é a escuta ativa, precisamos apresentar as diferenças entre ouvir e escutar. Os conceitos parecem iguais, mas referem-se a duas práticas muito diferentes.

O ouvir consiste em um processo mecânico, que acontece independentemente da vontade do indivíduo. Refere-se ao sentido da audição. Sendo assim, aqueles que não têm nenhum problema auditivo são capazes de ouvir, e só não o fazem se taparem os ouvidos.

Já o escutar é uma ação. Por isso, depende da vontade de uma pessoa prestar atenção naquilo que está acontecendo ao seu redor e pode ser percebido pelo sentido da audição. 

Muitas vezes, ouvimos alguém falar alguma coisa, mas alguns segundos depois já não sabemos mais do que se tratava. Isso acontece porque não foi praticada a escuta ativa. Quando ela é posta em ação, o cérebro guarda a informação, pois desperta o interesse ou nos afeta de alguma maneira. Assim, pode trazer algum tipo de contribuição ou reflexão.

Quais são os seus benefícios?

Naturalmente, praticamos a escuta ativa durante o dia a dia. Ela aparece quando conversamos com familiares e nas demais interações sociais e profissionais. Também é exercitada a escuta ativa na educação, quando aquele que está aprendendo presta atenção nas informações que estão sendo passadas.

Voltando à questão profissional, a prática da escuta ativa no ambiente de trabalho é indispensável. Afinal, é preciso haver o engajamento e o entendimento de todas as partes que atuam em conjunto, a fim de garantir o alinhamento das tarefas realizadas. É esse processo que permitirá alcançar metas e objetivos coletivos.

Praticar a escuta ativa no trabalho promove uma série de benefícios, e nós listamos os principais a seguir.

Gera confiança

Quando percebemos que uma pessoa presta atenção e tem interesse por aquilo que falamos, a tendência é de passarmos a confiar mais nela. Os colaboradores têm uma confiança maior nos líderes que praticam a escuta ativa, e confiam mais nos colegas que têm essa mesma postura.

Desenvolve a empatia

Quando alguém se atenta àquilo que a outra pessoa está falando, consegue compreender melhor seus pensamentos, suas crenças e seu comportamento. Com isso, há o desenvolvimento da empatia, por passar a entender as ações e decisões do outro.

Diminui conflitos organizacionais

A falta de comunicação dentro das empresas é um dos grandes motivos para a ocorrência de conflitos. A prática da escuta ativa favorece o entendimento entre as partes. Dessa forma, os problemas e as discordâncias são resolvidos de maneira pacífica.

Garante o fluxo de informações

Quando todos prestam atenção naquilo que cada pessoa fala, as informações conseguem fluir de uma forma mais livre dentro da empresa. Elas são compreendidas e chegam íntegras a cada um dos envolvidos, evitando as falhas na comunicação e mal-entendidos.

Favorece a absorção de informações

Ao praticar a escuta ativa, também desenvolvemos uma habilidade emocional muito importante, que é o aprendizado ativo [incluir link da LP do e-book em produção sobre esse tema]. Isso porque absorvemos as informações que a outra pessoa está passando, o que favorece nossas próprias ideias.

Essa é uma forma de alcançar crescimento profissional, aprendendo com o conhecimento e a experiência dos outros.

Incentiva o trabalho em equipe

Uma vez que a comunicação acontece de uma forma mais fluida, existe melhor relacionamento entre os colaboradores. Dessa forma, o trabalho em equipe tende a ser fortalecido. É possível estreitar relações e gerar um maior engajamento, além do senso de colaboração e de pertencimento.

Como desenvolver a escuta ativa?

Veja nos tópicos a seguir algumas dicas para você aprimorar essa competência e alcançar uma melhor performance no seu trabalho.

Tenha empatia com o colega

É verdade que a escuta ativa desperta a empatia. Entretanto, ao mesmo tempo, é importante que ela já esteja presente para darmos atenção para o outro. É algo muito simples. Basta inverter a situação e pensar no tipo de tratamento que você gostaria de receber se você fosse a pessoa que está falando.

Demonstre interesse pelo que a pessoa fala

A demonstração de interesse é a base para praticar a escuta ativa, afinal, é preciso voltar nossa atenção para o outro. Procure, de fato, compreender a mensagem e pensar na informação que está sendo passada. Entenda a maneira como ela afeta você ou de que forma pode ser aproveitada em prol do seu crescimento profissional e desenvolvimento. Podemos aprender com todas as situações.

Escute as respostas com atenção

É importante lembrar que todas as pessoas têm sempre algo para nos ensinar. Vale ressaltar ainda que ninguém é o dono da verdade e, por isso, a opinião dos demais também é válida. Em um diálogo, dê espaço para o outro falar, escute as respostas com muita atenção e reflita sobre as informações. 

Evite julgar a fala do outro

Nem sempre concordamos com tudo aquilo que nos falam e não temos essa obrigação. Porém, existe uma grande diferença entre discordar e julgar. Você pode oferecer a sua opinião contrária, mas sempre com respeito pela opinião do outro e lembrando de praticar a empatia.

Interaja mais com a outra pessoa

Uma forma de demonstrar interesse durante a escuta ativa é interagir mais com a pessoa que está falando. Lançar uma pergunta curta é um incentivo para que ela traga informações e dê continuidade ao seu pensamento. Isso mostra que você está prestando atenção naquilo que é falado.

Aprimore a comunicação não verbal

A interação também pode acontecer por meio da comunicação não verbal. Trata-se, por exemplo, de olhar para a pessoa quando ela está falando, de acenar com a cabeça e das expressões faciais ao reagir a cada informação passada. Podemos demonstrar contentamento, espanto, admiração, entre outras emoções.

Como você pode ver, a escuta ativa é importante para todas as áreas da nossa vida. Porém, praticá-la no ambiente de trabalho é fundamental para você ter um melhor relacionamento com colegas, líderes, gestores e outros. Dependendo da sua área, faz toda a diferença para gerar bons resultados, ter uma performance eficiente e, quem sabe, conquistar uma promoção!

Vale destacar que a autoconfiança também ajuda nesse processo, pois permite que você se torne uma pessoa aberta, receptiva, empática e comunicativa durante a interação com os outros.

Gostou das dicas deste artigo? Então, assine a nossa newsletter para receber outros conteúdos interessantes no seu e-mail!

Compartilhar este artigo

Gostou desse conteúdo? Deixe um comentário ;)

  • Visualizar os 4 comentários

4 comentários para "Escuta ativa: saiba o que é, como praticar e desenvolver"

Faça um comentário

  • Kathianna Neves disse:

    Gostei do artigo

  • Elizete disse:

    Sempre vi como fundamental nos meus relacionamentos, praticar a escuta ativa.
    Pra mim, a única forma de evolução nos relacionamentos é esta.

  • MOICA DOS SANTOS CASTELLANO RODRIGUES disse:

    Adorei o conteúdo e aproveito para multiplicar e elogiar tudo o que vem do SUPERA… desde lives, passando por conteúdos e congressos, seminários e as aulas, que já fiz no SUPERA IPIRANGA SÃO PAULO e não esqueço jamais… Muito conteúdo e trocas maravilhosas… Obrigada

  • Marlene Fernandes Borba disse:

    A escuta ativa é um importante instrumento na educação pois proporciona oportunidade para o professor provocar a manifestação do aluno e assim despertar a turma para o assunto tratado e o professor perceber se o assunto explorado esta sendo bem aceito a ponto de despertar o interesse da turma.

SUPERA PRESENCIAL

O Supera Ginástica para o Cérebro é voltado para todas as pessoas a partir de 5 anos, sem limite de idade. O curso potencializa a capacidade cognitiva aumentando a criatividade, concentração, foco, raciocínio lógico, segurança, autoestima, perseverança, disciplina e coordenação motora. As aulas, ministradas uma vez por semana com duração de duas horas, são dinâmicas e contagiantes, com atividades que agradam todo tipo de público.

SUPERA para escolas Método de estimulação cognitiva

Exclusivo para Instituições de Ensino. O SUPERA é a mais avançada ferramenta pedagógica de estimulação cognitiva e, portanto, representa um grande diferencial para sua instituição de ensino. Além de ser um excelente recurso de marketing, o método melhora o desempenho dos alunos e eleva os índices de aprovação da sua escola.

Franquia SUPERAEmpreenda em Educação

Criado em 2006, o SUPERA é hoje a maior rede de escola de ginástica para o cérebro do Brasil. Em um ano de operação, entrou para o sistema de franquias e hoje já possui 400 unidades no país. O curso, baseado em uma metodologia exclusiva e inovadora, alia neurociência e educação. Se você tem interesse em empreender nesta área, deixe seu cadastro em nosso site.