Demência: o que é e quais são os 4 tipos mais prevalentes

Publicado em: 29/09/2021 Por Marcela Teodoro

O que significa o termo “demência”?

A palavra demência que significa ausência de mente, tem origem no latim e no grego, historicamente, um conceito repleto de estigmas.

O termo demência diz respeito a um conjunto de doenças neurodegenerativas que ocasionam a perda gradual das funções cerebrais, causando a progressiva perda de habilidades como a memória, linguagem, raciocínio e controle motor.

Dentre os principais tipos de demências estão a Doença de Alzheimer, a Demência Vascular, a Demência com corpos de Lewy, a Demência Frontotemporal, e as Demências parkinsonianas.

O relatório de 2021, publicado pela Alzheimer’s Disease International (ADI), destaca que:

Cerca de 41 milhões de casos de demência em todo o mundo não foram diagnosticados. Isso, combinado com novos avanços no tratamento, pode resultar em um “tsunami de demanda” por diagnóstico, que pode sobrecarregar os sistemas de saúde despreparados no Brasil, aponta a ABRAz e a Alzheimer’s Disease International (ADI), a federação global que representa mais de 100 associações de Alzheimer e demência em todo o mundo.

Veja agora quais são os 5 tipos de demência:

Doença de Alzheimer

A doença Alzheimer é causada, entre outras coisas, pela neurodegeneração do tecido cerebral, pelo  acúmulo de uma proteína chamada Beta-Amiloide e das tranças neurofibrilares, que envolvem as células à medida que essas têm seu tamanho reduzido.

Entre os fatores de risco da doença podemos citar a baixa escolaridade, a idade avançada, o estilo de vida, o histórico familiar, mutações genéticas causadas pela APOE no alelo 4, doenças cardiovasculares e traumatismo craniano.

Os sintomas mais comuns são a perda de memória, desorientação temporal, desorientação topográfica, alterações na memória visual, dificuldades para realizar tarefas antes desempenhadas com facilidade, e alterações comportamentais, como apatia e desinteresse, agressividade e irritabilidade e agitação.

Demência vascular

Demência vascular é um conjunto de doenças associadas à obstrução ou reduzida circulação do sangue no cérebro, tais como a Doença por Multienfartes, Doença de Binswanger, múltiplos infartos lacunares, os tipos mais comuns.

Os sintomas comprometem as capacidades de aprendizagem, memória, linguagem, causam depressão e epilepsia. Pessoas acometidas pela doença geralmente são portadoras de diabetes, possuem colesterol e hipertensão arterial não-controlados, alteração nos ritmos cardíacos, histórico de breves infartos e obesidade.

A doença afeta geralmente idosos acima dos 70 anos e do sexo masculino em sua maioria.

Demência Frontotemporal

A demência frontotemporal é caracterizada pela atrofia de um ou ambos os lóbulos temporal e frontal, responsáveis respectivamente pela regulação do humor e comportamento e a visão e a fala.

Manifestada principalmente entre os 45-65 anos, a doença ainda é de causa desconhecida e é dividida em subtipos, denominados de variante linguagem, com prejuízo progressivo da linguagem, e variante comportamental, caracterizada por alterações progressivas dos comportamentos.

No entanto, alguns estudos têm demonstrado que essa condição pode estar relacionada com a proteína Tau e a proteína TDP-43, cujas funções são auxiliar ajudar as células a funcionar de maneira adequada mas por razões ainda desconhecidas, essas proteínas acumulam-se em regiões do cérebro comprometendo o comportamento, capacidade de linguagem e coordenação motora.

Demência com corpos de Lewy

Esse tipo de demência é mais prevalente em pessoas acima de 60 anos e geralmente é associada ao acúmulo de estruturas proteicas, também conhecidas alfa-sinucleína que formam os corpos de Lewy, no interior das células cerebrais, causando a degeneração e consequente morte dos neurônios.

Dentre os sintomas principais estão a confusão mental e perda das capacidades mentais, alucinações visuais e rigidez muscular. As alterações no humor, apatia e depressão são sintomas que também se manifestam durante o processo.

De causa desconhecida, essa doença pode confundir-se com o Alzheimer por apresentar sintomas muito semelhantes.

Compartilhar este artigo
  • LinkedIn
  • Share

Gostou desse conteúdo? Deixe um comentário ;)

  • Visualizar os 3 comentários

3 comentários para "Demência: o que é e quais são os 4 tipos mais prevalentes"

Faça um comentário

  • Priscila disse:

    Achei esse artigo muito bem escrito e instrutivo. Eu desconhecia as classificações da “demência” assim como foi exposto. Obrigada!

  • Maria Cristina Algodoal Martins disse:

    Interessante ter uma classificação compreensível a leigos!

  • Berenice disse:

    Amei saber sobre as diferenças das doençasLogo vou poder fazer esse Método maravilhoso que e o Supera.

SUPERA PRESENCIAL

O Supera Ginástica para o Cérebro é voltado para todas as pessoas a partir de 5 anos, sem limite de idade. O curso potencializa a capacidade cognitiva aumentando a criatividade, concentração, foco, raciocínio lógico, segurança, autoestima, perseverança, disciplina e coordenação motora. As aulas, ministradas uma vez por semana com duração de duas horas, são dinâmicas e contagiantes, com atividades que agradam todo tipo de público.

SUPERA para escolas Método de estimulação cognitiva

Exclusivo para Instituições de Ensino. O SUPERA é a mais avançada ferramenta pedagógica de estimulação cognitiva e, portanto, representa um grande diferencial para sua instituição de ensino. Além de ser um excelente recurso de marketing, o método melhora o desempenho dos alunos e eleva os índices de aprovação da sua escola.

Franquia SUPERAEmpreenda em Educação

Criado em 2006, o SUPERA é hoje a maior rede de escola de ginástica para o cérebro do Brasil. Em um ano de operação, entrou para o sistema de franquias e hoje já possui 400 unidades no país. O curso, baseado em uma metodologia exclusiva e inovadora, alia neurociência e educação. Se você tem interesse em empreender nesta área, deixe seu cadastro em nosso site.