EXERCÍCIOS PARA O CÉREBRO
Crianças e adolescentes precisam treinar o cérebro

Publicado em: 16/10/2012 por: Supera

Equipe de Jornalismo Supera* – 16/10/2012
Exercícios para o Cérebro Crianças e adolescentes precisam treinar o cérebro

Baseados nos estudos que mostram o avanço alcançado pela neurociência nas últimas décadas, a Franquia de Escola SUPERA – franquia especializada em exercícios para o cérebro – permite ao aluno em pouco tempo de prática, desenvolver melhorias significativas em relação à concentração, foco, raciocínio lógico, velocidade de resposta, memorização, entre outras.

Supera e você na Disney

Todas as idades podem fazer exercícios para o cérebro, termo que teve origem nos Estados Unidos com a Brain Gym. A maior procura ainda é para crianças em fase de desenvolvimento escolar, embora o forte crescimento do público adulto para competividade no mercado de trabalho e melhor idade para aumento do nível de socialização. As aulas são dinâmicas e contagiantes, além de tudo as entretêm e faz com que os alunos não saiam cansados, pois não são conteudistas.

De acordo com o presidente da Franquia SUPERA e também criador da metodologia, Antônio Carlos Guarini Perpétuo, a partir do terceiro mês já é possível perceber mudanças em algumas atividades corriqueiras do dia a dia, como leituras mais concentradas, agilidade na hora de solucionar problemas e, cérebro menos preguiçoso.

O cérebro, quando estimulado, é capaz de desenvolver melhor suas funções. Diferente de um cérebro sedentário, que enquanto na zona de conforto, se “enferruja”.

Crianças e adolescentes que não gostam de ler, por exemplo, que afirmam ter “preguiça de livros grossos e sem figurinhas”, apenas está condicionando o cérebro a cada vez mais não desejar ler. Treinar o cérebro vai ativar o desejo de acesso a novas informações e assim uma vontade de querer ler tanto quanto atividades ditas “fáceis”, como ficar no computador.

A dúvida quanto ao treinamento com o ábaco, instrumento milenar usado nas aulas do SUPERA, é sobre as operações matemáticas que ele envolve. Ele não é usado especificamente para treinar a matemática, como muitos pensam. E sim, para estimular o cérebro do aluno a se concentrar nas mais diversas situações e, com o avançar do treinamento, não precisar mais do ábaco para realizar as contas e desenvolver técnicas de cálculo mental, aumentando a agilidade de raciocínio.

A melhoria não se dá apenas nos resultados da escola, crianças e adolescentes desenvolvidas cognitivamente e com melhores notas no colégio são mais confiantes, o que reflete também na autoestima elevada e em melhoria da qualidade dos relacionamentos intra e interpessoal.

Supera

Supera - Ginástica Cerebral, Pratique! Curso para todas as idades

Mantenha-se atualizado.
Assine nossa Newsletter

Posts Relacionados