Como ter mais memória com a ginástica para o cérebro?

Publicado em: 14/01/2022 Por Assessoria de Imprensa SUPERA

Entenda a memória e como o treino cognitivo pode melhorar a sua performance

O que milhares de alunos do SUPERA têm em comum? Além da preocupação com o cérebro, grande parte deles chega até as escolas com o objetivo de potencializar a memória.

Por meio de jogos, ainda na infância. Com a expansão da tecnologia, no entanto, memorizar parece estar cada vez mais difícil, uma vez que os estímulos que damos ao nosso cérebro são infinitamente maiores do que em décadas passadas.

Como ter mais memória com a ginástica para o cérebro? - SUPERA - Ginástica para o Cérebro

Para muitos de nós, o primeiro contato consciente com a memorização aconteceu por meio de jogos, ainda na infância.Com a expansão da tecnologia, no entanto, memorizar parece estar cada vez mais difícil, uma vez que os estímulos que damos ao nosso cérebro são infinitamente maiores do que em décadas passadas.

A memória é a capacidade de conservar e lembrar estados de consciência anteriores e pode ser categorizada em diversos tipos. Confira:

Memória de curto prazo

Trabalha com dados por algumas horas. Após esse período, essas informa ções serão descartadas ou consolidadas em memória de longo prazo. O significado que atribuímos a essa informação e a emoção envolvida nela influenciam na fixação da informação.

Memória de longo prazo

A memória de longo prazo é a que retém de forma definitiva a informação, permitindo sua recuperação e tem capacidade ilimitada.

Memória procedimental

Armazena informações relacionadas à aquisição de habilidades que seguem sempre o mesmo padrão, como as habilidades motoras.

Memória declarativa

Podemos dividi-la em memória episódica – onde ficam os fatos vivencia dos, nossa história de vida -e memória semântica – para onde vai tudo que foi adquirido pela transmissão do saber de forma escrita, visual e sonora, ou seja, nosso conhecimento sobre o mundo.

Memória de trabalho

É a grande responsável pelos esqueci mentos malucos!

Sair de carro e voltar a pé pra casa, tocar a campainha com a chave dentro da bolsa, marcar dois compromissos no mesmo dia e horário… A memória de trabalho é o “quadro-negro” da mente – apagamos e reescrevemos a cada pensamento ou tarefa, e, por ter a função de executar trabalhos cognitivos complexos, ela é limitada.

Como ter mais memória com a ginástica para o cérebro? - SUPERA - Ginástica para o Cérebro
Livia Ciacci – neurocientista do SUPERA

Porque esquecemos ?

“A maior causa de lapsos e falhas envol ve a memória de trabalho e acontece porque insistimos em tentar usá-la para muitas tarefas simultâneas. Nossa memó ria de trabalho não consegue realizar várias tarefas ao mesmo tempo, e é o que mais fazemos com o nosso cérebro ao – por exemplo dar instruções para alguém e responder ao WhatsApp simultaneamente e, como consequência, enviamos um e-mail sem anexo. Quando duas tarefas precisam do mecanismo neurológico ao mesmo tempo, uma ou ambas as tarefas levarão mais tempo ou perderão qualida de”, detalhou Livia Ciacci, neurocientista do SUPERA- Ginástica para o cérebro.

A prática da ginástica para o cérebro atua diretamente na capacidade do nosso cérebro de melhorar a eficiência da circuitaria cerebral e quanto mais extensa e enraizada é essa rede de neurônios, mais fácil fica o nosso acesso às informações e, consequentemente, a capacidade de memorização.

“Quando exercitamos nossos cérebros, conse guimos nos concentrar mais nos aprendizados e consequentemente acumulamos mais conteúdo. As crianças se beneficiam disto na escola quando estudam para a prova ou para alguma apresenta ção, os jovens e adultos quando se deparam com desafios para realizar o vestibular ou concursos públicos e os idosos deixam de ter lapsos e proble mas com a memória para a realização de atividades diárias. Os ganhos acontecem em todas as faixas etárias porque o treino cognitivo do SUPERA envol ve sempre novidade, variedade e grau de desafio crescente”, detalhou Lívia do SUPERA – Ginástica para o cérebro.

Além do treino cognitivo, outros aliados para extrair ao máximo o potencial da memória de trabalho sem sobrecarregá-la são: a organização, a atenção e a concentração.

Patrícia Lessa, Diretora Pedagógica do SUPERA, complementa: “a maioria das pessoas que tem problemas de esquecimento – não patológicos – não tem nada de errado com a memória, mas, sim, com os mecanismos que levam a informação até a memória. A boa notícia é que a atenção e a concentração também podem ser melhoradas com os exercícios cognitivos”, explicou.

Nossas memórias mais antigas

Qual é o primeiro episódio que você se lembra da sua vida? Um bolo de aniversário com três anos de idade? Talvez haja algo ainda mais antigo que isso. Um bom exemplo são os medos inatos. Todos nós vamos exibir comportamentos de defesa diante de uma cobra ou uma aranha, que são predadores. Já nascemos com essa memó ria porque descendemos de antepassados que tiveram medo desses animais e por isso sobreviveram para reproduzir. Mas essas heranças além do tempo podem acontecer em intervalos menores.

Memórias recentes e emoção

As memórias são múltiplas e estão localizadas em várias áreas do cérebro que funcionam de forma integrada, e, nessas vias repletas de vai e vem de informações, está o sistema límbico – o grande mestre das emoções!

Como ter mais memória com a ginástica para o cérebro? - SUPERA - Ginástica para o Cérebro

É nele que está o segredo daquele momento especial, que aconteceu durante uma fração de segundos, mas que marcou sua memória para sempre.

“O primeiro olhar do seu bebê, a surpresa do pedido de casamento, a notícia que você aguardava… A emoção (boa ou ruim) não é pré-requisito para uma memó ria se fixar, mas influencia bastante, pelo simples fato de que prestamos mais atenção e dedicamos mais energia pensan te àquilo que nos afeta emocionalmente”, detalhou a especialista.

Podemos dizer que a memória de longo prazo é o que resta após nossos pensamentos, e pensamos mais nas coisas que nos motivam emocionalmente.

Compartilhar este artigo
  • LinkedIn
  • Share

Gostou desse conteúdo? Deixe um comentário ;)

  • Visualizar os 7 comentários

7 comentários para "Como ter mais memória com a ginástica para o cérebro?"

Faça um comentário

SUPERA PRESENCIAL

O Supera Ginástica para o Cérebro é voltado para todas as pessoas a partir de 5 anos, sem limite de idade. O curso potencializa a capacidade cognitiva aumentando a criatividade, concentração, foco, raciocínio lógico, segurança, autoestima, perseverança, disciplina e coordenação motora. As aulas, ministradas uma vez por semana com duração de duas horas, são dinâmicas e contagiantes, com atividades que agradam todo tipo de público.

SUPERA para escolas Método de estimulação cognitiva

Exclusivo para Instituições de Ensino. O SUPERA é a mais avançada ferramenta pedagógica de estimulação cognitiva e, portanto, representa um grande diferencial para sua instituição de ensino. Além de ser um excelente recurso de marketing, o método melhora o desempenho dos alunos e eleva os índices de aprovação da sua escola.

Franquia SUPERAEmpreenda em Educação

Criado em 2006, o SUPERA é hoje a maior rede de escola de ginástica para o cérebro do Brasil. Em um ano de operação, entrou para o sistema de franquias e hoje já possui 400 unidades no país. O curso, baseado em uma metodologia exclusiva e inovadora, alia neurociência e educação. Se você tem interesse em empreender nesta área, deixe seu cadastro em nosso site.