http://metodosupera.com.br/neuronios-glossario-do-cerebro/

Neurônios – glossário do cérebroPublicado em: 12/10/2016

neuroniosOs neurônios formam circuitos complexos entre si e se agrupam no interior do sistema nervoso

Neurônios são as dezenas de bilhões de células que compõem o sistema nervoso e possuem a capacidade de estabelecer conexões entre si quando recebem estímulos do ambiente externo ou do próprio organismo.

De acordo com a neurocientista Dra. Carla Tieppo, essa célula nervosa é multifuncional, ou seja, usamos combinações de neurônios semelhantes pra decodificar sinais e interpretar as diferentes situações do nosso cotidiano.

“Ao olhar para uma caneta, por exemplo, ativamos uma grande quantidade de neurônios que projetam imediatamente um circuito de ideia mental no cérebro. Ao olhar para um lápis, que é parecido, ativamos uma parte deste mesmo conjunto de células nervosas”, diz a neurocientista.

Um neurônio pode disparar impulsos nervosos seguidamente, dezenas de vezes por segundo. Mas, para que a informação seja transmitida para uma outra célula, contamos com outra estrutura, o axônio, que é um prolongamento único.

Esses locais, onde ocorrem a passagem da informação entre as células, são denominados sinapses, e a comunicação é feita pela liberação de uma substância química, um neurotransmissor.

neuronios

Células nervosas são compostas por dendritos, axônio, corpo celular e terminações do axônio

Liberado na região das sinapses, o neurotransmissor atua na membrana da outra célula (membrana pós-sináptica) e aí pode ter dois efeitos: vai excitá-la de forma que impulsos nervosos sejam disparados por ela, ou poderá dificultar o início de novos impulsos, pois muitos neurotransmissores são inibitórios.

As sinapses, portanto, são os locais que regulam a passagem de informações no sistema nervoso e têm uma importância fundamental na aprendizagem.

Um neurônio normalmente pode estabelecer sinapses com centenas de outros neurônios ao mesmo tempo em que recebe informações vindas de outras centenas de células. Sua resposta a esses influxos vai depender do equilíbrio de ações sinápticas excitatórias e inibitórias que recebe num determinado momento, o que vai influenciar, por sua vez, outras células próximas ou distantes, dependendo dos circuitos dos quais ele participa.

Ligações entre neurônios podem ser fortalecidas com ginástica cerebral

Uma característica marcante do sistema nervoso é então a sua permanente plasticidade. E o que entendemos por plasticidade é a sua capacidade de fazer e desfazer ligações entre os neurônios como consequência das interações constantes com o ambiente externo e interno do corpo.

O treino e a aprendizagem podem levar a criação de novas sinapses e à facilitação do fluxo da informação dentro de um circuito nervoso. É o caso de um pianista, por exemplo, que diariamente se torna mais exímio porque o treinamento constante promove alterações em seus circuitos motores e cognitivos, permitindo maior controle e expressão em sua execução musical.

A grande plasticidade no fazer e no desfazer as associações existentes entre as células nervosas é a base da aprendizagem e permanece, felizmente, ao longo de toda a vida. Ela apenas diminui com o passar dos anos, exigindo mais tempo para ocorrer e demandando um esforço maior para que o aprendizado ocorra de fato.

A formação e a consolidação das ligações entre as células nervosas pode ser fortalecida com a prática de atividades desafiadoras, conhecida também como ginástica cerebral.

Ao procurarmos respostas e possibilidades diferentes para os mesmos estímulos, é possível aumentar a capacidade criativa porque estimulamos a formação de novas redes neurais.

E quanto maior for o número de conexões e redes que seus neurônios formem e quanto mais você as usar, mais fortalecida será sua reserva cognitiva.

Uma reserva cognitiva maior será muito útil sob o estresse ou sob o envelhecimento, pois, sob o estresse, circuitos que demandam maior gasto de energia dificilmente serão ativados e você estará confinado a poucas alternativas de resposta e no envelhecimento, as células neuronais tendem a morrer.

Portanto, quanto mais conexões neuronais você tem, menos falta fará o que não estiver disponível em momentos desafiadores.

 

Por Bárbara Rocha, Comunicação SUPERA

Supera - Ginástica Cerebral, Pratique! Curso para todas as idades

Mantenha-se atualizado.
Assine nossa Newsletter.

Posts Relacionados

SUPERA PRESENCIAL

O Supera Ginástica para o Cérebro é voltado para todas as pessoas a partir de 5 anos, sem limite de idade. O curso potencializa a capacidade cognitiva aumentando a criatividade, concentração, foco, raciocínio lógico, segurança, autoestima, perseverança, disciplina e coordenação motora. As aulas, ministradas uma vez por semana com duração de duas horas, são dinâmicas e contagiantes, com atividades que agradam todo tipo de público.

SUPERA para escolas Método de estimulação cognitiva

Exclusivo para Instituições de Ensino. O SUPERA é a mais avançada ferramenta pedagógica de estimulação cognitiva e, portanto, representa um grande diferencial para sua instituição de ensino. Além de ser um excelente recurso de marketing, o método melhora o desempenho dos alunos e eleva os índices de aprovação da sua escola.

Franquia SUPERAEmpreenda em Educação

Criado em 2006, o SUPERA é hoje a maior rede de escola de ginástica para o cérebro do Brasil. Em um ano de operação, entrou para o sistema de franquias e hoje já possui 200 unidades no país. O curso, baseado em uma metodologia exclusiva e inovadora, alia neurociência e educação. Se você tem interesse em empreender nesta área, deixe seu cadastro em nosso site.

© Método SUPERA Todos os direitos reservados. Política de Privacidade