Terceira idade ganha opções de entretenimento

Publicado em: 03/02/2015 por: Assessoria de Imprensa SUPERA

Foi-se o tempo em que eles ficavam quietinhos em casa fazendo tricô ou vendo televisão o dia inteiro. Antes conformados em viver à margem das discussões e eventos da família, hoje eles fazem questão de ter saúde para se divertir e assumir responsabilidades.

Com o aumento da expectativa de vida e os recursos para garantir o bem-estar, cada vez mais pessoas chegam à terceira idade com energia e vitalidade. Faculdade, atividade física e ginástica para o cérebro estão entre os programas favoritos desta turma pra lá de animada.

Para encarar a agenda lotada com disposição, eles precisam ter saúde física e mental. Um bom exemplo de “mente sã, corpo são” é a Dona Yolanda, aluna do curso de ginástica para o cérebro SUPERA.

Com 101 anos, ela ainda tem pique para investir no condicionamento físico. Três vezes por semana, ela faz exercícios durante uma hora há 15 anos. Enquanto muitos jovens dorme à tarde, Dona Yolanda levanta pesos, faz aeróbica e alongamento ao lado de um personal trainer.

Para manter-se saudável por completo, Dona Yolanda divide seu tempo entre exercícios físicos e mentais. Ela pratica ginástica cerebral na escola SUPERA de Botucatu – SP, cidade onde mora com a filha.

Supera e você na Disney

Cursos como este são os mais indicados para o público da terceira idade e estão abrindo um grande mercado, sobretudo porque a população tende a envelhecer no Brasil.

Os cursos para idosos elevam a autoestima, aliviam o estresse, mantêm a memória, melhoram o raciocínio e promovem interação social, muito importante nesta fase da vida. Estas habilidades dão segurança para eles continuarem assumindo responsabilidades, como pagar contas em dia, controlar o gasto da aposentadoria, gerir a herança e honrar compromissos com médicos, familiares e amigos.

As opções de cursos e entretenimento para idosos não param de aumentar:

Gastronomia é outra alternativa: os cursos de culinária podem até render um dinheiro extra. Com isso, aprende-se a preparar pratos mais elaborados, com técnicas modernas … uma forma de desenvolver potenciais criativos, estimulando o aprendizado, a comunicação e a sociabilização.

Educação: as faculdades, que até pouco tempo eram privilégio de jovens, agora oferecem cursos exclusivos para a terceira idade.

Informática: outro curso muito procurado por este público.  Aprender a usar o computador, enviar e-mails e acessar as redes sociais é uma forma de conectar-se às novas gerações, retomar contatos com parentes distantes e também de exercitar o cérebro.

Outro exemplo de idosa ativa é Lucia Helena, aluna do SUPERA Esplanada, em São José dos Campos (SP). Ela gosta de acordar cedo, ajuda a levar os netos da escola e começa sua rotina intensa de atividades. De ônibus, vai para a faculdade da terceira idade cinco dias na semana. Às terças e quintas, faz hidroginástica, às sextas-feiras, faz SUPERA, aos finais de semana participa das excursões do SESC e, quando dá, vai ao médico fazer check-up da saúde.

“Eu já tive muitos problemas de saúde e, por isso, me cuido bastante. Manter-se ativo é o melhor remédio para sentir-se sempre jovem. Cuidar do cérebro pra mim é como cuidar do corpo. Temos que praticar atividades regularmente para ter resultados e qualidade de vida”, afirma Lucia Helena, de 60 anos.

Assessoria de Imprensa SUPERA

Supera - Ginástica Cerebral, Pratique! Curso para todas as idades

Mantenha-se atualizado. Assine nossa Newsletter



Posts Relacionados