Semana do cérebro: após cirurgia rara, ex-aluno SUPERA Jacareí segue em frente

Publicado em: 12/03/2021 | Última modificação em 15/03/2021 Por Assessoria de Imprensa SUPERA

Na semana do cérebro uma história de superação sobre a capacidade do órgão mais importante do corpo humano e onde ele pode chegar quando bem estimulado.

A trajetória do ex – aluno SUPERA Jacareí Arnaldo Dal Pino Junior é uma sequência de coincidências que envolvem sua paixão pelo conhecimento, pela ciência e, sobretudo sua fé em sua recuperação.

As coincidências começam há quatro anos, quando Arnaldo, então professor do ITA (Instituto Tecnológico Aeroespacial), passou pelo teste mais difícil de sua vida: a descoberta de um tumor no cérebro no lado frontal direito do órgão, por coincidência, a área mais usada pelo professor em toda a sua vida, que atingia a capacidade do cérebro para o raciocínio lógico, cálculo e planejamento.

Semana do cérebro: após cirurgia rara, ex-aluno SUPERA Jacareí segue em frente - SUPERA - Ginástica para o Cérebro
Arnaldo ao lado da esposa, Arlete Aquino Dal Pino

“Eu fui explicar aos alunos a matéria no quadro e não me lembrava mais o que eu ia fazer diante de 47 alunos. Uma certa ironia do tumor aparecer justamente na área do cérebro onde as pessoas sempre me identificaram como sendo minha característica”, lembrou o professor. As possíveis consequências de uma remoção do tumor: não voltar a falar e entender as pessoas.

A retirada do tumor foi feita pelo Instituto de psiquiatria do hospital da USP, de uma forma, no mínimo, inusitada:  com Arnaldo acordado para realização de testes durante a cirurgia: contas de multiplicar e dividir foram realizadas com louvor pelo professor durante todo procedimento cirúrgico.

Semana do cérebro: após cirurgia rara, ex-aluno SUPERA Jacareí segue em frente - SUPERA - Ginástica para o Cérebro
Arnaldo durante uma premiação

Os testes durante a cirurgia ajudaram os cirurgiões a identificarem em quais áreas era possível trabalhar sem atingir regiões importantes do cérebro, essenciais para o professor. A cada fala de Arnaldo, os cirurgiões removiam o tumor em uma manobra rara no Brasil.

A cirurgia ocorreu com sucesso e chegou a ser destaque no programa Fantástico na TV Globo. Depois do susto, Arnaldo, mais do que nunca, precisava exercitar seu precioso cérebro e encontrou no SUPERA Jacareí (SP) o apoio que precisava.

Na unidade ele ficou por 18 meses realizando cálculos com o uso do ábaco e atividades que envolvem novidade, variedade e desafio crescente, um estímulo que foi fundamental na sua recuperação. “O Arnaldo foi nosso primeiro caso com esse tipo de desafio, não é um desafio comum entre os nossos alunos. Foi muito enriquecedor saber que a metodologia SUPERA pode auxiliar também esses casos, não só na parte física do cérebro, mas principalmente no desenvolvimento emocional porque nesta fase a pessoa está muito fragilizada, o Arnaldo é um homem forte, maduro, sempre trabalhou com o cérebro, professor do Ita. Fizemos um trabalho de fortalecimento nestas duas frentes o que marcou muito a nossa unidade”, disse a franqueada SUPERA de Jacareí, Roberta Lee.

Semana do cérebro: após cirurgia rara, ex-aluno SUPERA Jacareí segue em frente - SUPERA - Ginástica para o Cérebro
A franqueada SUPERA de Jacareí, Roberta Lee Alcaide

Na semana do cérebro, o super professor apaixonado pela ciência e pelo cérebro, Arnaldo Dal Pino Junior falou ao método SUPERA sobre todas as etapas vencidas e sobre a importância do estímulo cognitivo, confira:

Semana do cérebro: após cirurgia rara, ex-aluno SUPERA Jacareí segue em frente - SUPERA - Ginástica para o Cérebro
Arnaldo e a esposa seguem com inúmeras atividades

SUPERA – Qual foi sua reação ao saber do tumor?

Foi um choque terrível. Perdi a noção das coisas, a autoconfiança e transferi o controle das finanças para minha esposa, que demonstrou muita coragem neste momento tão difícil.

SUPERA – Como você avalia sua recuperação hoje, passados alguns anos da cirurgia?

Além da cirurgia, passei por fisioterapia, radioterapia e quimioterapia. Na fase atual, estou apenas fazendo seguimento. A esta grande aventura pode ser considerada um pleno sucesso.

SUPERA – Como o SUPERA Jacareí entrou na sua vida?

Matriculei-me no Supera por indicação de minha esposa tão logo encerrei a quimioterapia e permaneci por 18 meses. Era minha principal atividade cognitiva e me trazia muita alegria estar com os colegas e a equipe maravilhosa do Supera de Jacareí.

SUPERA – Como é para você olhar para trás e ver tudo que aconteceu?

Creio que Deus colocou anjos para cuidarem do meu caminho rumo à recuperação.

SUPERA – Qual foi a importância do SUPERA Jacareí no pós operatório?

O SUPERA de Jacareí recebeu-me com muito carinho e foi primordial para eu desenvolver novas sinapses e retomasse uma vida normal.

SUPERA – Imaginou que teria uma recuperação tão positiva?

 Quase sempre tive uma atitude positiva em relação ao tratamento e as atividades paralelas, como o SUPERA.

SUPERA – Houve alguma sequela?

Restou um ligeiro tremor nos dedos da mão esquerda e uma leve perda de sensibilidade nos dedos do pé esquerdo.

SUPERA – Conseguiu retomar sua função como professor?

Ainda não retornei à sala de aula por fazer parte do grupo de risco da pandemia e ter direito ao teletrabalho. Porém, estou fazendo lives quinzenais com o grupo Ciência em Show, divulgando ciência. Afinal, estou vivo graças aos desenvolvimentos científicos da neuro cirurgia.

SUPERA – O que mudou na sua vida como um todo?

O tratamento foi um processo muito doloroso, causou perda definitiva de cabelo e ainda estou lidando com alguns aspectos emocionais principalmente da quimioterapia.

SUPERA – Como professor o senhor já utilizava muito suas funções cognitivas. Depois de tudo isso, qual mensagem o senhor deixa sobre a importância de buscarmos sempre a estimulação cognitiva ao longo da vida?

Sempre dei muitas palestras de divulgação científica e as encerava com a seguinte frase: “Pensar é o esporte mais radical que existe: pratique-o”. Tudo que passei só comprovou o que eu já sabia!

Compartilhar este artigo
  • LinkedIn
  • Share

Gostou desse conteúdo? Deixe um comentário ;)

  • Visualizar o comentário

1 comentário para "Semana do cérebro: após cirurgia rara, ex-aluno SUPERA Jacareí segue em frente"

Faça um comentário

  • Vanda disse:

    Fico feliz com a recuperação dele e sei que a fé e o acolhimento da familia é muito especial nas horas difíceis que passamos ,mais acredito tbm na ajuda do método ( Supera )

SUPERA PRESENCIAL

O Supera Ginástica para o Cérebro é voltado para todas as pessoas a partir de 5 anos, sem limite de idade. O curso potencializa a capacidade cognitiva aumentando a criatividade, concentração, foco, raciocínio lógico, segurança, autoestima, perseverança, disciplina e coordenação motora. As aulas, ministradas uma vez por semana com duração de duas horas, são dinâmicas e contagiantes, com atividades que agradam todo tipo de público.

SUPERA para escolas Método de estimulação cognitiva

Exclusivo para Instituições de Ensino. O SUPERA é a mais avançada ferramenta pedagógica de estimulação cognitiva e, portanto, representa um grande diferencial para sua instituição de ensino. Além de ser um excelente recurso de marketing, o método melhora o desempenho dos alunos e eleva os índices de aprovação da sua escola.

Franquia SUPERAEmpreenda em Educação

Criado em 2006, o SUPERA é hoje a maior rede de escola de ginástica para o cérebro do Brasil. Em um ano de operação, entrou para o sistema de franquias e hoje já possui 400 unidades no país. O curso, baseado em uma metodologia exclusiva e inovadora, alia neurociência e educação. Se você tem interesse em empreender nesta área, deixe seu cadastro em nosso site.