Jogos para o cérebro – conheça os benefícios desta ferramenta

Publicado em: 16/12/2014 por: Assessoria de Imprensa SUPERA

os-beneficios-dos-jogos-para-o cerebroJogos para o cérebro – conheça os benefícios desta ferramenta milenar

Existem basicamente duas formas de usar jogos para o cérebro: os individuais e os coletivos.

Os jogos individuais estimulam o raciocínio lógico, analítico, visuoespacial, coordenação motora, memória de trabalho e pensamento lateral.

Quando uma pessoa joga sozinha, experimenta um momento de intensa introspecção e exercita seu poder de interpretação e resolução de problemas. Nesse momento, ela tem a possibilidade de criar sistemas analíticos e aplicáveis para a vida.

Já os jogos coletivos simulam situações competitivas e/ou cooperativas, colocando em prática todas as habilidades citadas anteriormente, além do relacionamento interpessoal.

 

“O SUPERA trabalha com mais de 20 tipos de jogos de tabuleiro. Aqui somos capazes de verificar a evolução na estratégia dos alunos, no que diz respeito à elaboração de jogadas ofensivas e defensivas. Averiguamos também sua habilidade de premeditar jogadas e possíveis consequências”, afirma Luciano Maciel, educador do SUPERA Ginástica para o Cérebro.

Supera e você na Disney

 

Segundo ele, para tais estratégias serem efetivas, o aluno tem que desenvolver em integração a habilidade de concentração, ou seja, estar atento ao que acontece ao seu redor.

Todos os jogos possuem regras que devem ser respeitadas para que o aluno alcance o seu objetivo. Esta dinâmica, por sua vez, possibilita ao aluno potencializar sua versatilidade e a trabalhar com as ferramentas disponíveis. Ele observa as estratégias do outro, aprende a buscar soluções criativas e a traçar planos para ser campeão.

Jogos para a terceira idade

Os jogos ensinam além de tudo, o poder da perseverança, a dedicação em busca do seu resultado, independentemente dos obstáculos.

Jogos para a terceira idade

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rodolfo Martins, também professor do SUPERA Ginástica para o Cérebro, explica que a vida é competitiva, mas com o passar dos anos ninguém quer mais se estressar com competições e resultados.

“Esta é uma das principais características de alunos da terceira idade no SUPERA. Eles querem fugir das relações de disputa Muitos procuram a escola para ocupar a cabeça com coisas úteis e saudáveis.”, conta Rodolfo.

Como exemplo, ele citou sua aluna Neuza, que tinha perdido o gosto pela competição. Agora no SUPERA, ela se sente envolvida pelas dinâmicas com os jogos para o cérebro e sente vontade de ganhar. A vitória para ela hoje não representa mais uma forma de vencer os outros, mas de testar e provar a si mesma os seus limites.

 

Esta matéria foi produzida com a carinhosa colaboração dos professores Luciano Maciel e Rodolfo Martins, especialistas em ginástica para o cérebro.

 

 

Assessoria de Imprensa SUPERA

Supera - Ginástica Cerebral, Pratique! Curso para todas as idades

Mantenha-se atualizado. Assine nossa Newsletter



Posts Relacionados