JN exibe matérias sobre envelhecimento

Publicado em: 13/01/2017 por: Assessoria de Imprensa SUPERA

Envelhecimento é tema de série de reportagens no Jornal Nacional

Envelhecimento é tema de série de reportagens no Jornal Nacional

Envelhecimento populacional no Brasil está acelerado, apontam especialistas

Um dos principais telejornais do país, “Jornal Nacional”, exibe quatro matérias especiais sobre o envelhecimento no Brasil. Os repórteres César Menezes e Márcio Gomes entrevistaram profissionais da área e mostram que é preciso se preparar para a velhice cada vez mais cedo.

A primeira reportagem revela dados significativos sobre a mudança do perfil da população e deu dicas de como se preparar para viver bem esta nova realidade.

Supera e você na Disney

De acordo com o IBGE, a média de idade dos brasileiros é de 31,3 anos e, a cada geração, a população fica mais velha. Isso está acontecendo porque existem cada vez menos crianças em casa.

Para o professor de Economia da Longevidade na USP, Jorge Félix, o envelhecimento populacional já ocorre no Brasil e está num ritmo acelerado. “Esse crescimento é a grande característica dessa dinâmica demográfica no século XXI”, diz o especialista.

A segunda reportagem mostrou que, além de planejar a velhice, podemos aprender a cuidar melhor dos idosos e adaptar a moradia para receber quem está envelhecendo.

Especialistas fazem algumas recomendações para evitar quedas e chamam atenção quanto à mobília e os riscos dos tapetes em casa. A dica é colar as pontas dos tapetes com uma fita adesiva, realocar as mesas de centro para o canto e substituir os pés dos sofás para que fiquem mais altos e a pessoa idosa tenha mais facilidade para se levantar.

A importância e a necessidade do trabalho são os temas da terceira reportagem da série especial sobre envelhecimento do telejornal

O rápido envelhecimento da população brasileira já está mexendo com o bolso e com a economia do país. Para Jorge Félix, os idosos tem a necessidade de continuar trabalhando mesmo depois dos 60 anos.

“A renda do brasileiro é muito baixa e, de acordo com as pesquisas, o principal motivo que os levam a continuar trabalhando é a renda”, diz o professor.

De acordo com o IBGE, 71% dos idosos (equivalente a 15,5 milhões) usam a aposentadoria para sustentar as despesas do domicílio.

Para especialistas, criar condições para prolongar a carreira, se o idoso quiser, traz mais uma vantagem para a economia do Brasil, pois a experiência que ele adquiriu ao logo da vida não seria mais “desperdiçada” numa aposentadoria precoce.

A quarta e última reportagem explorou as quatro conquistas para ter uma vida boa depois dos 60 anos. São elas: saúde, conhecimento, dinheiro e relacionamento.

Especialistas recomendam a prática de exercícios físicos regularmente e manter uma alimentação equilibrada. Além disso, é muito importante cultivas bons relacionamentos e continuar aprendendo mesmo depois dos 60 anos de idade, ou seja, manter o cérebro ativo para viver mais e melhor.

Confira a primeira reportagem:

Assessoria de Imprensa SUPERA

Supera - Ginástica Cerebral, Pratique! Curso para todas as idades

Mantenha-se atualizado. Assine nossa Newsletter



Posts Relacionados