GINÁSTICA CEREBRAL
Ginástica cerebral ajuda motoristas idosos a evitar acidentes

Publicado em: 28/11/2012 por: Supera

Equipe de jornalismo SUPERA* – 28/11/2012

Ginástica cerebral ajuda motoristas idosos evitar acidentes Que a ginástica para o cérebro promove melhorias nas capacidades cognitivas, não é mais novidade para muita gente, o que pesquisas revelaram é que os idosos são um grupo muito beneficiado quando treinam o cérebro, principalmente, quando estes ainda dirigem.

Em artigo publicado no site NewScientist, a pesquisa confirma que idosos que fizeram apenas 10 sessões de treinamento cerebral já apresentavam metade dos acidentes, apesar do treinamento não se relacionar diretamente com a condução do veículo.

Supera e você na Disney

A pesquisa reuniu 908 participantes, de 73 anos em média, que foram submetidos a três diferentes programas de treinamento. Um programa voltado para melhorar a velocidade de reação, habilidades de raciocínio e o terceiro, a memória. Cada curso teve a duração de 10 sessões, e em seguida, os participantes foram acompanhados por seis anos para ver quantas vezes eles tiveram acidentes de trânsito para as quais foram pessoalmente responsáveis.

Descobriu-se que a velocidade de reação e programas de habilidades de raciocínio ajudou a reduzir acidentes em 50%.

Dos participantes com nenhum treinamento, 18% tiveram pelo menos um acidente, apenas um pouco à frente dos 16% dos participantes do curso de memória que tiveram acidentes. Em contrapartida, apenas 10% do grupo de treinamento de velocidade tinha falhas, e 12% das pessoas no curso de raciocínio.

Ao longo dos 10 sessões, os cursos dobraram as habilidades dos participantes, apresentando-os com tarefas progressivamente mais duras. No programa de velocidade de reação, por exemplo, os participantes tiveram de cumprir testes, tais como identificação de alvos piscando em uma tela de computador. O curso de raciocínio desafiou os participantes a reconhecer padrões para resolver problemas.

“Na estrada, o cérebro precisa processar uma grande quantidade de informações visuais rapidamente”, diz Steven Aldrich, presidente-executivo da Posit Science, a empresa, em San Francisco, Califórnia, que desenvolveu os programas. “Assim, a velocidade de formação de processamento visual diretamente melhora as funções cerebrais envolvidas na condução segura, tornando-os mais rápidos e precisos”.

E completa: “A pesquisa mostra que durante longos períodos de tempo, a participação em atividades estimulantes cognitivamente pode afastar a demência”, diz Edwards.

A ginástica para o cérebro, além de beneficiar a vida cotidiana dos idosos, incluindo saúde e bem-estar à vida de quem pratica, também pode diminuir os riscos de doenças degenerativas, como os esquecimentos ou Alzheimer.

Supera

Supera - Ginástica Cerebral, Pratique! Curso para todas as idades

Mantenha-se atualizado. Assine nossa Newsletter



Posts Relacionados