Ensine seu cérebro a estudar

Publicado em: 05/06/2015 por: Barbara

Ensine seu cérebro a estudarTodos os anos, milhares de alunos dedicam horas e mais horas estudando para realizar um sonho em comum: entrar na faculdade. Atividades preparatórias como simulados e revisões são as práticas mais indicadas para enfrentar o temido vestibular. Porém, é preciso que o cérebro do estudante esteja preparado para receber, processar e memorizar tanta informação.

Todo mundo já sabe que manter um ambiente organizado e ter disciplina são recomendáveis. Mas e se a concentração não vem?
Pensando nisso, o SUPERA preparou algumas dicas para você ir bem nos estudos e arrasar na prova.

Autoconfiança: Primeiramente, você deve acreditar em seu potencial. Parece chover no molhado, mas uma pessoa que confia em si mesmo consegue cumprir suas metas de estudo do dia, e realizar o que pretende. Confie na sua escrita, na fala, nas ideias, na comunicação, na interatividade, na responsabilidade e em sua capacidade de pensar positivo.

Meditação instantânea: às vezes, o que atrapalha é a ansiedade. Nesses momentos, liberte sua mente de pensamentos negativos e livre-se de preocupações para que o tempo de estudos seja o mais produtivo possível. Se necessário, aperte o play e coloque uma música relaxante.

Supera e você na Disney

Faça intervalos livres e criativos: é comprovado pela neurociência que o cérebro só consegue permanecer concentrado em alguma atividade durante uma hora. Após esse período, é necessário fazer um intervalo de dez a quinze minutos. Se a ideia é começar a treinar seu cérebro para tirar melhor proveito das suas horas de estudos, vale a pena começar aos poucos. Mas não fique no celular. Dê uma volta na rua, tente assistir algo diferente na TV, converse com uma pessoa da família sobre um assunto produtivo, ligue para um amigo: distraia-se com coisas prazerosas, não cansativas.

Banner_728x90px_Jovem_a

Ginástica cerebral: Estimule seu cérebro com atividades novas, variadas e desafiadores. A prática da ginástica cerebral utiliza ferramentas lúdicas que estimulam conexões neurais e aumentam a massa cinzenta do cérebro, facilitando o processo de pensamento. O ábaco, por exemplo, (instrumento de cálculo utilizado nas aulas de ginástica cerebral) desenvolve o cálculo mental, a memória e a concentração, principalmente porque o praticante é o responsável pelos cálculos.

Forneça energia para o seu cérebro: Acrescente o máximo de nutrientes em sua alimentação para que as células tanto do corpo quanto do cérebro funcionem ao máximo de sua potencialidade. Açúcares e refrigerantes tiram a concentração, e portanto podem ser substituídos por água, chá ou uma fruta antes e durante os estudos.

Além de todas essas dicas, procure alimentar o seu cérebro com coisas novas. Vá ao cinema, viaje, faça novas amizades, leia livros e jornais. Mantenha a mente ativa e proponha desafios ao seu cérebro para manter-se concentrado, focado e ágil no raciocínio.

Barbara

Supera - Ginástica Cerebral, Pratique! Curso para todas as idades

Mantenha-se atualizado.
Assine nossa Newsletter

Posts Relacionados