Cérebro em atividade

Publicado em: 11/02/2016 por: Assessoria de Imprensa SUPERA

ginástica cerebralO cérebro humano está no ápice da evolução. Nesse órgão, trilhões de células desenvolvem-se, movimentam-se, diferenciam-se umas das outras e comunicam-se. Aumentar a produção de novas células cerebrais pode ajudar a criar e a fixar novas memórias.

Essencialmente, a memória envolve recordar e registrar. Na maioria das vezes é o processo inicial (pelo qual uma lembrança viva e detalhada pode retornar devido a uma única visão, aroma ou sabor) que inspira admiração.

A capacidade de sugestões sensoriais invocarem a lembrança de uma experiência anterior (processo denominado reconhecimento de padrão de memória) é uma das funções mais importantes do hipocampo.

No entanto, antes de uma memória ser recuperada, ela deve ser fixada corretamente. Gravar detalhes de um acontecimento de forma que permita distinguir um do outro (separação de padrão) é outra função básica do hipocampo.

Supera e você na Disney

Graças a essa capacidade, que parece estar ligada à produção de novos neurônios, é possível lembrar onde você estacionou o carro, em oposição onde parou ontem ou na semana passada.

Essa discriminação é essencial não apenas para manter as lembranças organizadas, mas também para orientar o comportamento, por exemplo, permitir ir em direção ao local onde você se lembra ter estacionado o carro.

Dentro de uma determinada parte do hipocampo, as células-tronco neurais (células parentais que produzem novos neurônios) estão concentradas em uma fina camada de células chamada zona subgranular.

Pesquisas

Um estudo recente usando uma forma de datação por carbono para estimar “datas de nascimento” das células cerebrais mostrou que os humanos continuam a produzir novos neurônios no hipocampo em uma proporção constante até a idade avançada, adicionando cerca de 1.400 todos os dias.

As pessoas que se dedicam a um trabalho intelectual exigente podem desfrutar de uma vantagem em termos cognitivos, mas os benefícios diminuem rapidamente se a pessoa se aposenta intelectualmente. Um compromisso permanente com a exigência intelectual seria um dos caminhos mais eficazes para a manutenção cerebral.

A ginástica cerebral, uma dieta saudável, redução do estresse, prática de atividade física e uma vida social ativa têm sido identificados como potenciais fatores de proteção na meia idade que podem ajudar a manter a reservar cognitiva na vida adulta.

A ginástica cerebral é um treinamento inovador, fundamentado na neurociência para a construção não apenas de competências cognitivas (como a memória), mas também de competências socioemocionais e éticas.

Cuidar do cérebro, potencializar o cérebro contribuir para o aprendizado, para a educação, mas acima de tudo para a saúde e a qualidade de vida.

Por Bárbara Rocha

Assessoria de Imprensa SUPERA

Supera - Ginástica Cerebral, Pratique! Curso para todas as idades

Mantenha-se atualizado. Assine nossa Newsletter



Posts Relacionados