Burnout, doença ocupacional: porque cuidar do seu cérebro é importante

Publicado em: 07/01/2022 Por Assessoria de Imprensa SUPERA

A partir de janeiro a OMS (Organização Mundial da Saúde) passa a considerar o burnout como doença de trabalho.

A síndrome – que já vinha chamando a atenção nos últimos anos sobretudo pelo aumento da sua incidência em todos os países, agora está oficialmente catalogada como doença laboral.

O que é

Também conhecida como Síndrome do Esgotamento Profissional, a Síndrome de Burnout, é desenvolvida, normalmente, após situações de trabalho desgastantes que envolvem grandes responsabilidades ou excesso de competitividade.

É mais comum entre pessoas jovens e que estão propensas a intensas e exaustivas jornadas de trabalho, seja por suas profissões ou mesmo por um perfil pessoal, também conhecido como workaholic.

Burnout, doença ocupacional: porque cuidar do seu cérebro é importante - SUPERA - Ginástica para o Cérebro

Principais sintomas:

Os principais sintomas de burnout são sensação de esgotamento, sentimentos negativos relacionados ao trabalho e eficácia profissional reduzida. Além de ampliar o entendimento sob a condição, a classificação da síndrome  como doença de trabalho amplia as responsabilidades da empresa sobre a saúde mental dos seus colaboradores.

Por que é importante cuidar do cérebro?

Mais do que chamar a atenção para uma condição mental, a classificação do burnout como doença laboral expõe a urgência de olhar com mais atenção as limitações físicas e mentais dos trabalhadores e a importância de cuidar do cérebro durante toda a vida.

Burnout, doença ocupacional: porque cuidar do seu cérebro é importante - SUPERA - Ginástica para o Cérebro

A psicóloga e franqueada SUPERA da unidade Gurupi (TO), Anizabella de Oliveira Soares, chama a atenção para o surgimento de movimentos que priorizam a saúde como um todo e vão na contra mão do esgotamento físico e mental, também em decorrência do trabalho excessivo

“A mudança de posicionamento da OMS sobre o burnout mostra que há um movimento maior para o auto cuidado. Este movimento perpassa a Saúde Mental e abrange o cuidado com o indivíduo como um todo, como alguém que precisa ser olhado de forma integral em sua saúde e com ações concretas, como a prática de ginástica para o cérebro que atua diretamente neste sentido”, pontuou a especialista.

Benefícios socioemocionais da ginástica para o cérebro

Mais do que oferecer exercícios mentais que criam redes neurais mais fortes e capacidades específicas no cérebro, a ginástica para o cérebro melhora funções cerebrais, semelhante a um treino de condicionamento físico, porque, ao exercitar, repetidamente, uma rede específica de conexões neurais o treino reforça as conexões já existentes e resulta em novas redes, o que proporciona mais concentração, atenção, raciocínio e memória

Burnout, doença ocupacional: porque cuidar do seu cérebro é importante - SUPERA - Ginástica para o Cérebro

“O que está por trás do burnout ? Trabalhadores que precisam conhecer seus limites, serem valorizados e respeitados. Quando estimulamos o nosso cérebro da maneira correta – com novidade, variedade e grau de desafio crescente, conseguimos enxergar o que, muitas vezes em um ambiente corporativo e com tarefas repetitivas não conseguimos. Por isso é tão importante olhar, não apenas para a saúde mental, mas sobretudo para a forma como estamos inseridos em um mundo cada vez mais competitivo, como estamos recebendo esses estímulos e que tipo de cuidados temos com nosso corpo como um todo. Neste sentido, estimular o cérebro é fundamental, sobretudo na fase adulta”, concluiu a especialista.

Interessante não é mesmo? Clique AQUI e conheça o método que já mudou a vida de mais de 190 mil pessoas no Brasil.

Compartilhar este artigo
  • LinkedIn
  • Share

Gostou desse conteúdo? Deixe um comentário ;)

  • Visualizar o comentário

1 comentário para "Burnout, doença ocupacional: porque cuidar do seu cérebro é importante"

Faça um comentário

  • Ricardo Júlio da silva disse:

    Fui diagnóstico com síndrome de bournat em março de 2020 após 42 anos de trabalho, com jornadas de trabalho longas durante esse período, faz dois anos que mudei todos os meus hábitos, mas t eetenho vários gatilhos, hoje não vivo mais como uma pessoa normal ,fasso acompanhamento no caps,e muita oração na igreja católica apostólica romana, tem conseguido suportar isso .

SUPERA PRESENCIAL

O Supera Ginástica para o Cérebro é voltado para todas as pessoas a partir de 5 anos, sem limite de idade. O curso potencializa a capacidade cognitiva aumentando a criatividade, concentração, foco, raciocínio lógico, segurança, autoestima, perseverança, disciplina e coordenação motora. As aulas, ministradas uma vez por semana com duração de duas horas, são dinâmicas e contagiantes, com atividades que agradam todo tipo de público.

SUPERA para escolas Método de estimulação cognitiva

Exclusivo para Instituições de Ensino. O SUPERA é a mais avançada ferramenta pedagógica de estimulação cognitiva e, portanto, representa um grande diferencial para sua instituição de ensino. Além de ser um excelente recurso de marketing, o método melhora o desempenho dos alunos e eleva os índices de aprovação da sua escola.

Franquia SUPERAEmpreenda em Educação

Criado em 2006, o SUPERA é hoje a maior rede de escola de ginástica para o cérebro do Brasil. Em um ano de operação, entrou para o sistema de franquias e hoje já possui 400 unidades no país. O curso, baseado em uma metodologia exclusiva e inovadora, alia neurociência e educação. Se você tem interesse em empreender nesta área, deixe seu cadastro em nosso site.