O que comer antes e depois dos estudos

Publicado em: 10/06/2016 por: Barbara

alimentos para o cérebroFicar atento ao que você come pode influenciar no desempenho dos seus estudos. Horas seguidas sentado em frente ao computador com pilhas de livros por todos os lados pode ser muito mais cansativo se você não se alimentar adequadamente. Por isso, você vai precisar de alguns alimentos para o cérebro imprescindíveis para esta tarefa.

De acordo com a nutricionista clínica e especialista em alimentos para o cérebro, Silvia Calil, o carboidrato integral é uma opção saudável para ser consumido antes dos estudos, porque prolonga a saciedade e fornece energia por um período maior do que um carboidrato simples, como um pão francês, por exemplo, em que a digestão é mais rápida.

Supera e você na Disney

“Antes de estudar, o ideal é uma combinação de fruta com grãos, como por exemplo, uma banana com um pouco de granola. Nesse momento, o carboidrato funciona como fonte de energia para conseguir estudar por mais tempo”, diz a especialista.

Após os estudos, é preciso repor àquilo que foi consumido com alimentos para o cérebro específicos. “Neste momento, o ideal é fazer um prato equilibrado e mais reforçado. Você pode optar por arroz integral, salada e carne”, afirma Silvia.

Para o momento do exame, a especialista recomenda deixar as refeições pesadas de lado.

Uma feijoada, por exemplo, exige muita energia para a digestão e o deixa sonolento, prejudicando a leitura e a interpretação das questões. Além disso, evite alimentos muito gordurosos: eles retardam o esvaziamento gástrico e dão sono. Evite também coisas com muito sal, como batata frita. Isso só vai aumentar a sua sede e causar desconforto durante a prova.

Não se esqueça de tomar água durante o estudo. Uma pesquisa realizada pelas Universidades de East London e Westminster concluiu que estudantes que beberam água durante provas tiraram notas cerca de 5% melhores do que aqueles que não beberam, informou o site da BBC. Foram 447 voluntários, todos estudantes de psicologia da Inglaterra.

Chris Pawson, um dos autores do estudo, acredita que o consumo de água tenha um efeito fisiológico positivo sobre o raciocínio e ajude a aliviar a ansiedade, uma das principais causas de mau desempenho em provas.

Para Pawson, está claro que os alunos devem se esforçar para se manterem hidratados com água durante os exames.

Barbara

Supera - Ginástica Cerebral, Pratique! Curso para todas as idades

Mantenha-se atualizado.
Assine nossa Newsletter

Posts Relacionados