Ábaco japonês ajuda no ensino da matemática

Publicado em: 20/08/2014 por: Assessoria de Imprensa SUPERA

Abaco japones ajuda no ensino da matematica

Instrumento milenar de cálculo ainda muito usado no Oriente, o ábaco vem se tornando popular também no Brasil, sobretudo graças às aos exercícios para o cérebro do SUPERA. Mais de 40 mil pessoas já aprenderam a usar a ferramenta e, este mês, um aluno da rede destacou-se em uma competição de matemática.

Rafael Moreira Farizote, aluno do SUPERA Jacarepaguá desde 2011, no Rio de Janeiro, ganhou medalha de ouro na competição Canguru de Matemática Brasil. Com apenas 13 anos de idade, Rafael ficou em primeiro lugar na disputa nacional. Na etapa mundial, foi o terceiro colocado.

Inicialmente, a prova é aplicada nas escolas públicas e particulares que se inscreveram no concurso. Outros testes são aplicados para definir os finalistas nacionais. Depois, os ganhadores das escolas de cada país fazem uma prova na etapa mundial.

Supera e você na Disney

“O Rafael é uma aluno muito inteligente e dedicado. A vitória no concurso é mais uma prova do que a metodologia pode fazer para ajudar as crianças a gostarem de matemática, sem precisar de muito conteúdo. O SUPERA trabalha de uma forma lúdica, o aluno sente que está aprendendo e ganha velocidade de raciocínio para a prova. Estamos muito contentes com o resultado do Rafael”, diz a diretora franqueada do SUPERA Jacarepaguá, Sônia Rodrigues Silva.

O ábaco é a principal ferramenta da ginástica cerebral, ou exercícios para o cérebro, uma prática que facilita o aprendizado sem ter foco em conteúdo de disciplinas específicas. Cada área do cérebro é responsável por habilidades e sensações específicas. Quando elas estão em atividade, ficam mais facilmente acessíveis, tornando mais fácil o aprendizado, por exemplo.

A neurocientista Carla Tieppo, consultora da rede SUPERA, explica que a metodologia de exercícios para o cérebro ensina os alunos a desenvolverem o raciocínio lógico, a traçar estratégias e a solucionar problemas com jogos de tabuleiro como o xadrez.

“O aprendizado do ábaco, que é muito usada pelo SUPERA, pode ensinar ao cérebro com pensar em números como quantidades. Mesmo sem perceber, ao fazer o treinamento no uso do ábaco, a pessoa está colocando para funcionar as mesmas áreas cerebrais que estão ativas em quem faz cálculos mentais complicados. Quanto mais aprofundado for o treinamento, maior serão os ganhos em agilidade mental e uso de novos circuitos para raciocinar”, diz a especialista.

Além disso, a ferramenta pode acelerar o raciocínio. “Ao treinar com o ábaco, automatizamos os cálculos e logo nosso cérebro mentalizando o ábaco fará cálculos complexos de cabeça. E esse aprendizado pode ser usado para acelerar outros tipos de raciocínios também porque ajudam a desenvolver novas áreas cerebrais”, completa a neurocientista.

Assessoria de Imprensa SUPERA

Supera - Ginástica Cerebral, Pratique! Curso para todas as idades

Mantenha-se atualizado. Assine nossa Newsletter



Posts Relacionados