GINÁSTICA CEREBRAL
O ato de piscar relaxa o cérebro

Publicado em: 28/01/2013 por: Leticia Maciel

o ato de piscar relaxa o cérebro

Por que piscamos? A maioria das pessoas responde que piscamos para que os olhos não fiquem ressecados. Sim, mas tem um detalhe: a frequência com que piscamos é muito maior do que a necessária para molhar os olhos. Então, os neurocientistas da Universidade de Osaka, no Japão, descobriram recentemente que o piscar de olhos têm também a função de relaxar o cérebro.

As experiências do imaginário cerebral realizadas por Tamami Nakano e seus colegas mostram que, quando piscamos, o cérebro passa de um modo de atenção concentrada, para um modo de relaxamento de atenção que aciona uma zona livre de pensamentos.

Piscamos os olhos para descansar temporariamente nossa atenção, para não ficar muito tempo preso a um pensamento, a uma conversa ou a uma tarefa, o que esgota os recursos do cérebro. Em situações em que devemos prestar muita atenção, tendemos a piscar menos.

O psicólogo Albert Vrij, da Universidade de Amsterdã, que trabalhou com serviços de polícia, constatou que os criminosos piscam menos quando mentem, porque eles estão intensamente concentrados. Em compensação, quando terminam de mentir, começam a piscar muito.

O piscar de olhos, gesto automático e totalmente banal, teria portanto um efeito regulador de atenção. Então, observe os batimentos das pupilas das pessoas enquanto você conversa com elas: você vai saber se elas estão prestando muito ou pouca atenção no que você está dizendo.

Ginástica para o cérebro

Os avanços da neurociência, que vêm revelando curiosidades como esta sobre o piscar dos olhos, mostram a influência que o cérebro tem em nosso modo de agir, pensar e viver diariamente. É por estas e outras razões que a ginástica cerebral vem sendo cada vez mais associada à saúde e ao bem-estar.

A ginástica para o cérebro, feita de forma adequada, desperta os neurônicos adormecidos pela falta de uso. Ela é recomendada para crianças que apresentam dificuldades de se concentrar, para adultos que precisam lidar com um volume muito grande de informações no dia e querem ter agilidade para resolver problemas, para idosos que desejam manter a mente saudável até o fim da vida, ou seja, para qualquer idade.

O Método Supera de Ginástica para o Cérebro foi desenvolvido pelo brasileiro Antônio Carlos Guarini Perpétuo, engenheiro formado pelo ITA, em São José dos Campos. O Supera é a primeira escola de ginástica para o cérebro do Brasil e foi inaugurada no ano de 2006. Atualmente, já existem 93 unidades espalhadas em todo o país, com um total de 20 mil alunos treinados em sete anos de existência.

Supera - Ginástica Cerebral, Pratique! Curso para todas as idades

Mantenha-se atualizado.
Assine nossa Newsletter

Posts Relacionados