Como é o processo de aprendizagem no cérebro?

Publicado em: 01/03/2018 por: Assessoria de Imprensa SUPERA

Como é o processo de aprendizagem no cérebro? - SUPERA - Ginástica para o Cérebro

Que o cérebro é o principal órgão do nosso corpo, todos sabemos, certo? Ele é o responsável por controlar todos os nossos movimentos inconscientes e conscientes; além de comandar todos os processos dos comportamentos cognitivos. Tudo o que fazemos, pensamos e sentimos é fruto de um processamento cerebral.

Esse processamento é feito através dos neurônios e todas as sinapses realizadas por eles. A neurocientista Suzana Herculano – Houzel, em seu estudo de 2009, diz que o modelo do cérebro humano inclui 86 bilhões de neurônios e cerca de um quatrilhão de sinapses, que permitem nossas conexões neurais.

A partir do momento que entramos em contato com algum estímulo externo, o cérebro passa a trabalhar de forma intensa para dar uma resposta; intensa, mas rápida. A informação viaja pelos nossos neurônios a uma velocidade de 360km/h. A resposta varia para cada pessoa, de acordo com a experiência cerebral de cada um. E as nossas sensações tem uma responsabilidade primordial para o processamento de aprendizagem.

Supera e você na Disney

O corpo humano em sua totalidade é composto por diversas entradas sensoriais; além dos cinco sentidos; olfato, audição, tato, paladar e visão; temos pelo menos mais 22 entradas sensoriais, responsáveis por estímulos externos e internos. O processamento sensorial passa por uma série de etapas. Vamos conhecer?

– Sensação: captação dos estímulos do meio externo, recebido por algum dos nossos canais externos

– Percepção: as informações são segmentadas pelos canais sensoriais e organizadas de forma integrada

– Atenção: os estímulos podem ser escolhidos ou esquecidos, de acordo com os nossos níveis de atenção ou desatenção

– Memória: o estímulo pode ser fixado, retido, esquecido ou então, ser passível de evocação

– Linguagem: a partir disso, a representação do pensamento, dos sentimentos e da organização cerebral é convertida em atos motores ou ações.

Ufa! Nossas sensações percorrem um longo caminho até se transformarem em ações né? E tudo em questões de

Solange Jacob é Diretora Pedagógica Nacional do Método SUPERA

Solange Jacob é Diretora Pedagógica Nacional do Método SUPERA

segundos! “Quanto mais emoção tem uma situação, melhor ela será gravada e aprendida, criando significados positivos”, diz Solange Jacob, Diretora Pedagógica Nacional do Método SUPERA.

E como toda ação e recepção tem a sua aprendizagem, existem algumas entradas sensoriais que são primordiais nesse processo. Dentre elas, temos a coceira, a temperatura, dor, noção vestibular (equilíbrio) e a propriacepção corporal (corpo no espaço – receptores musculares).

Um ambiente com uma temperatura inadequada, sensações de dor, coceira, o nosso corpo no ambiente e o equilíbrio são sensações que influenciam diretamente no processo de assimilação de informações e aprendizagem.

E a capacidade de aprendizagem diminui ao longo do tempo? Segundo Solange Jacob, nós aprendemos por toda a vida: “ Não há idade, o processo de aprendizagem acontece quando há uma modificação  da estrutura cerebral, que cria memórias de longo prazo; essas memórias são adquiridas através da atenção”.

Assim, a importância da prática da ginástica cerebral se torna mais evidente. Modificando o cérebro e sua estrutura de cognição, ele se torna mais funcional e, consequentemente, a aprendizagem se torna mais rápida e eficiente.

Por Tatiana Olivetto 

Assessoria de Imprensa SUPERA

Supera - Ginástica Cerebral, Pratique! Curso para todas as idades

Mantenha-se atualizado.
Assine nossa Newsletter

Posts Relacionados