Estudar na terceira idade

Publicado em: 06/08/2014 por: Barbara

Estudar na terceira idade

É cada vez maior o número de idosos dispostos a mudar o estilo de vida, tornando-se mais ativos e buscando atividades  saudáveis tanto para o corpo, quanto para a mente.

Por este motivo, eles estão voltando para a sala de aula e as faculdades da terceira idade são as mais procuradas. Aulas presenciais, livros e trabalhos estão mudando a vida dessas pessoas, que redescobrem o prazer de viver por meio dos estudos e do convívio com colegas da mesma faixa etária.

Segundo a neurocientista e consultora do SUPERA, Dra. Carla Tieppo, em entrevista para o Jornal Agora São Paulo, estudar é fundamental manter o cérebro ativo e jovem.

“É como dirigir. Quando você pega o carro nas primeiras vezes precisa pensar antes de mudar a marcha ou acelerar. Depois, faz tudo automaticamente. Quanto mais velhos ficamos, mais coisas são automatizadas na nossa vida. É por isso que é importante se desafiar, aprendendo coisas novas a todo instante”, diz.

Supera e você na Disney

O estudo ativa novas conexões neuronais, pois os alunos estão sempre aprendendo algo novo. Na terceira idade, os benefícios vão de melhoria na qualidade de vida ao equilíbrio das funções cognitivas, tais como memória, concentração e raciocínio.

Ao contrário do que muita gente pensa, o cérebro na terceira idade também pode se exercitar e continuar aprendendo. Abaixo, algumas dicas para tornar seu cérebro ativo e manter sua capacidade funcional.

– Leia: a leitura é um dos melhores exercícios para estimular o cérebro. Literatura clássica, ficção científica e livros didáticos. Ler provoca a imaginação, aumenta o conhecimento e, consequentemente, melhora as conexões neuronais;

– Faça amigos em sala de aula: cultivar bons relacionamentos e trocar experiências é uma forma de encontrar a felicidade;

– Pratique ginástica cerebral: toda atividade que convide o cérebro ao esforço e acione regiões novas do cérebro é uma ginástica cerebral. No Brasil, a primeira metodologia para desenvolvimento do cérebro chama-se SUPERA, criada pelo paulista Antônio Carlos Guarini Perpétuo. Trata-se de um curso presencial que inclui uso do ábaco, exercícios de raciocínio em apostilas exclusivas, atividades lúdicas com jogos de tabuleiro e dinâmicas de grupo.

A ginástica cerebral fortalece os circuitos cerebrais e aprimora as habilidades cognitivas. Os alunos da melhor idade sentem os resultados em poucos meses. ”Com o início das aulas no SUPERA, tracei metas como desenvolver minha memória, ficar mais tranquilo, esperto, decidido, ter mais compreensão e aprender a conviver com as pessoas. O SUPERA me deixou mais feliz, interativo, tranquilo, persistente, focado e determinado. Consegui atingir meus objetivos”, Ercilio Barichello, 59 anos, aluno do SUPERA Balneário Camboriú.

A ginástica cerebral é uma prática saudável e eficaz contra as doenças degenerativas, o que pode evitar o uso de remédios com efeitos colaterais indesejados. Associada à alimentação equilibrada e à prática de exercícios físicos, a ginástica cerebral promove a qualidade de vida.

Barbara

Supera - Ginástica Cerebral, Pratique! Curso para todas as idades

Mantenha-se atualizado.
Assine nossa Newsletter

Posts Relacionados